À procura de um palito…

Manuel Baltazar por João Xavier

Manuel Baltazar é um português genuíno. Nasceu nas Beiras há cerca de 60 anos, fez-se à labuta, casou, fez descendência, emigrou, regressou à terra.
De tão magro que é, ganhou a alcunha de Palito.
Muita gente fala bem dele. Diz que é um homem pacífico.
Há 13 dias, num sítio recôndito chamado Valongo dos Azeites, pegou na caçadeira e disparou sobre 4 mulheres ( a ex, a sogra, a filha e uma tia por afinidade, matando esta última e a sogra, que ele acusava de terem coagido a mulher a deixá-lo).
Depois, fugiu.
Desde então, todos os dias o Correio da Manhã lhe chama monstro.
Sabe-se que já esteve em casa de um amigo e comprou pão a um padeiro.
Nestes 13 dias, as autoridades já utilizaram cães (da GNR e dele próprio…), aviões não tripulados (os modernos drones, equipados com câmaras e detetores de calor), cavalos, muitos inspetores da Polícia Judiciária, centenas de agentes da GNR, tropas especiais e militares diversos.
Até à hora em que escrevo esta crónica, não há notícia do Palito.
Afinal, procurar um palito no meio da serra e do fraguedo é pior que procurar uma agulha num palheiro…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: