Tom & Jerry em Loulé

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Camélia nasceu em Caransebes, na Romémia, há 43 anos.
Casou com Ion, 12 anos mais velho, e, na fuga à miséria, emigraram para o Algarve há 5 anos, arrendando uma e depois outra casa humilde, em Loulé.
Ela, bonita e elegante, conhecida na cidade, fazia limpezas em diversas habitações e era vista pela vizinhança sempre afeliada e apressada; ele, anafado e simpático, com a vida amiúde toldada pelo álcool.
No passado dia 15, Ion, bêbedo e irritado, deu-lhe uma violenta facada no coração e deixou-se adormecer. Quando acordou, tratou de ir fazer a revisão ao velho carro e passados 2 dias, meteu a mulher num saco cama, carregou-a para o banco de trás (com uma almofada debaixo da cabeça «para parecer que estava a dormir») e fez-se à estrada.
Percorreu cerca de 4 mil km e chegou à Roménia. Depressa o fedor nauseabundo chamou a atenção dos transeuntes.
A um cunhado, disse que com Camélia andava sempre às turras, tal como Tom & Jerry.
No quotidiano das cidades, os dramas são facilmente desfocados pela azáfama. As pessoas passam e as casas ficam. Com estórias para contar… mas não estórias de banda desenhada.

Anúncios

%d bloggers like this: