O estorvo do sucesso social

Foto João Xavier - Bebé a mamar

Os noticiários repetiram hoje reportagens sobre o caso do casal que tinha em casa cadáveres de 5 bebés, na França. Suspeita-se que a mãe os congelava à medida que os paria.
Nos últimos tempos, têm-se repetido casos de mães que matam os filhos. Ainda ontem li o de uma americana que atirou os 2 filhos pela janela do 15º andar, porque eles lhe «davam muito trabalho».
O amor maternal deriva mais dos valores sociais e culturais do que do instinto geralmente inerente à mulher.
Se até à generalização da pílula anticoncecional ter filhos e criá-los era uma tarefa que a mulher aceitava como realização de vida, as novas gerações atuais encaram frequentemente os filhos como um peso e um estorvo para a consecução de motivações sociais como o sucesso profissional, a convivência e o desafogo financeiro, por exemplo.
O egoísmo ganhou terreno. Os contextos culturais e sociais ganharam um peso desmesurado por causa da mediatização que nos entra em casa.
Tantos episódios de exceção ajudam-nos a entender melhor qual a norma que impera!…

Anúncios

%d bloggers like this: