Políticos corridos à pedrada em Castro Marim

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Sabia que no séc. XIX o concelho de Castro Marim foi extinto 3 vezes e 3 vezes foi restaurado?
É verdade! Em 1836, 1867 e 1895 foram publicados os decretos que faziam cessar o concelho de Castro Marim. Passados poucos meses ou poucos anos, essas reestruturações administrativas foram anuladas (no que dizia respeito a Castro Marim)!
O caso mais interessante ocorreu em dezembro de 1867, quando aquela histórica vila foi visitada pelo Governador Civil e pelo Presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António. Foram ambos recebidos à pedrada, apesar de estarem presentes 40 soldados! O autarca ficou gravemente ferido e o Governador Civil refugiou-se no edifício da Câmara Municipal de Castro Marim!…
Um representante dos revoltosos aconselhou o representante do Governo a fugir, alegando que os castromarinenses que ali estavam não eram nem a décima parte dos que estavam quase a chegar das aldeias…
Na noite de 20 para 21 de dezembro, o povo ocupou as instalações municipais e a tropa foi obrigada a refugiar-se no castelo!…
Acabou por ser um «argumento» bem mais pesado que aquele que outro Presidente da Câmara Municipal castromarinense apresentara em 1836, numa carta ao ministro, em que lamentava «a mágoa de ver tirar-lhe a nobreza com a anexação a uma terra aberta sem fortaleza e indefesa»!!!
Nessa altura, a Câmara Muncipal vilarrealense reagiu enviando uma carta à rainha D. Maria II, considerando que Castro Marim vivia na miséria e estava condenada ao «abismo da nulidade»…

Anúncios

%d bloggers like this: