Maria Barroso, algarvia marafada

Foto João Xavier - Maria Jesus Barroso em 2009

«Apesar de tudo, foi um amor para sempre.» Apesar de tudo. Assim definiu recentemente Maria Barroso a sua relação com Mário Soares.
Maria Barroso nasceu na Fuzeta em 2 de maio de 1925, uma de 7 filhos de um militar e uma professora primária. Grávida, casou com Mário Soares em 1949. Viveu com ele a deportação para São Tomé e coprotagonizou toda a carreira política do homem que lhe fez 3 filhos e foi primeiro-ministro e Presidente da República.
Licenciada, foi deputada durante 4 mandatos, criou a fundação Pro Dignitate e de 1997 a 2003 foi Presidente da Cruz Vermelha.
Estive com ela em Portimão, em agosto de 2009 (quando fiz a foto que hoje apresento).
O seu porte snob, marcado por uma vida em muitos aspetos agreste, era notório na sua presença.
Soube sempre gerir a sombra em que vivia. O marido, reconhecido como de mau feitio e mulherengo, deu-lhe carapaça e o seu «apesar de tudo» reflete isso mesmo.
Maria de Jesus Barroso foi uma algarvia marafada. Morreu hoje, com o desejo de ser recordada como «uma cidadã modesta mas amante da liberdade, da solidariedade e do amor».


%d bloggers like this: