Um piloto nu no Aeroporto de Faro

Foto João Xavier - Aeroporto de Faro - abril 2012

Em janeiro de 2015, um copiloto alemão de 25 anos de idade passou-se completamente num voo de Hamburgo para as ilhas Canárias.
O piloto pediu então uma aterragem de emergência… no aeroporto de Faro.
Já na capital algarvia, o copiloto foi levado para o Hospital de Faro, de onde fugiu.
Depois, voltou ao aeroporto, onde deambulou completamente nu. Foi novamente internado e posteriormente levado para a Alemanha por familiares.
Em março, outro piloto alemão atirou um avião contra os Alpes, lembram-se?
O episódio ocorrido no Algarve manteve-se durante meses em segredo. Não percebo porquê.
É essencial sabermos que ao entrarmos num avião estamos dependentes de seres humanos. Gente de carne e osso, cada vez recrutados e mantidos com menos rigor, ao que parece.
A forma como os exames psicológicos falham (por ausência ou por erro) é aterradora, mas não é por isso que vamos viajar menos de avião. Faz-me lembrar uma anedota: num voo atribulado, um passageiro viu um padre a rezar e alertou-o: «Hei! Não vale meter cunhas!!!»


%d bloggers like this: