A esquerda vai nua!

Joana Amaral Dias na capa da revista Cristina de set2015

Uma quarentona líder de um micropartido da extrema esquerda decidiu deixar-se fotografar nua para a capa de uma revista.
Ela chama-se Joana Amaral Dias e, grávida de um jovem de 30 anos que não pronuncia os éles, rompeu assim com um estereotipo da esquerda portuguesa: a ideia de que as mulheres-de-esquerda não exibem o corpo…
O Ocidente, está, aliás, a banalizar doentiamente a exposição mediática do corpo feminino, o que deveria fazer com que as mulheres ativistas fossem mais criativas contra a venda da mulher como objeto sexual.
O que se verifica com esta exposição de uma exdeputada do Bloco de Esquerda toda nua é que a própria esquerda está a abdicar de valores que a definiam, neste como em outros campos.
Joana ficou bonita nas fotos (ela é bonita). E no jogo eleitoral (ela é «cabeça de lista») vale tudo, até mesmo fugir à mediania cinzenta… para aparecer a preto e branco…
Se fosse no Brasil, Joana teria já garantida a eleição.
Nada como dantes no quartel de Abrantes.


%d bloggers like this: