O PS carregando a sua sombra…

Panfleto do PS em 2015

Se ainda há alguém que não percebeu que o grande derrotado das eleições do passado domingo foi António Costa… é porque… ou sofre de facciosismo ou não acordou ainda!
Por muito que determinada esquerda queira classificar de «derrota» a perda da maioria absoluta que PSD e CDS detinham, o certo é que estes partidos ganharam as eleições e, curiosamente, até os deputados do PSD vão ser mais que os do PS!…
Este cenário, perante o peso da esquerda radical no parlamento, dificulta a governação, é verdade. Mas eu até gostava de ver no mesmo governo PS, PCP e Bloco de Esquerda, para apreciar o espetáculo.
É perante esta alternativa que se recomenda ponderação aos eleitos para o mandato legislativo até 2019. Ou os nossos eleitos atuam com serenidade ou teremos mesmo de optar pelo modelo grego que oferece aos vencedores das eleições 50 deputados de bónus.
Percebemos que dentro do PS se vive um ambiente de «ninho de vespas». As correntes internas não recuperaram ainda da indigestão e para António Costa há agora manifestamente outro caminho: a saída pela porta pequena. Empurrado.


%d bloggers like this: