Prémio Nobel da Literatura 2015

Foto Vasily Fedosenko in público - Svetlana Alexievich

É muito interessante a vida de Svetlana Alexievich, a escritora bielorrussa Prémio Nobel da Literatura 2015.
Nascida na Ucrânia em 31 de maio de 1948, filha de professores, Svetlana foi jornalista, professora e escritora, mas um seu livro foi destruído pelas autoridades comunistas e ela foi levada a tribunal e ameaçada de desemprego. Salvou-a Gorbatchov… mas fugiu para o exílio na Itália, na França, na Suécia e na Alemanha.
Svetlana, que atualmente só fala russo, diz que vê o mundo como um coro de vozes individuais e uma colagem de detalhes da vida de todos os dias. E é essa visão jornalística que marca a sua obra.
Vista como uma autora do sofrimento, da coragem e do desencanto na nossa época, é uma mulher sempre disponível para escutar.
«A melhor maneira de aprendermos alguma coisa sobre a vida é através do som das vozes humanas.» – diz Svetlana Alexievich.
Na Bielorrússia ainda não são publicados livros seus!
Por tudo isto, ao olharmos esta sexagenária do leste europeu, temos de refletir muito seriamente sobre os modelos de vida que ainda punem a escrita. Não há machado que corte a raiz ao pensamento.


%d bloggers like this: