Até ao lavar dos cestos é vindima

Golo do Farense contra o Cova da Piedade em 2010

Recordo especialmente 2 jogos do Farense com o Cova da Piedade.
Um foi perto do Tejo, nos anos 80 do século passado, quando num dia invernoso fui com o meu sobrinho ver o desafio para a 2ª Divisão nacional.
Na baliza do Farense alinhava Tavares e o jogo, deveras competitivo, terminou com a vitória algarvia tirada a ferros. Saímos do estádio molhados até aos ossos, mas contentes…
O outro foi na última jornada da época 2009/10, quando o Farense estava na 3ª Divisão nacional e precisava da vitória para subir. O jogo foi no Estádio São Luís e o Farense conseguiu triunfar com o golo da foto, fazendo a festa sobre um adversário duro e dificílimo.
Vem isto a propósito do jogo mais competitivo da 3ª eliminatória da Taça de Portugal, no passado fim de semana.
O Cova da Piedade a 12 minutos dos 90 estava a perder com o Alcanenense por 3-0. Fez então o 1-3 e partiu para a reconquista, mesmo jogando com 10 jogadores contra 11. Aos 90 já estava empatado e aos 93 (na compensação) marcou o golo da vitória 4-3 !…
«Até ao lavar dos cestos é vindima» – diz o sábio povo.
Uma bela lição para os jogos de futebol dos que se acomodam perante aquilo que por vezes parece ser «a superioridade do adversário»…


%d bloggers like this: