Toca a demolir!

foto joao xavier - cascalho

Ainda no passado dia 28 referi as estatísticas que retratam o trambolhão da construção civil no Algarve.
Idos os temos em que bandos de nortenhos e outros imigrantes vinham para o Algarve trabalhar nas obras, parece que agora há quem queira dar emprego nas demolições…
Ao que a imprensa nacional conta, há neste momento ordem de destruição de 32 habitações no Algarve (4 vivendas e 28 apartamentos)!
O caso mais recente é o de uma vivenda construída no sítio do Cascalho, perto de Pechão (concelho de Olhão), com licença de obras passada em 2008.
Ali, mesmo à beirinha ocidental da terra da grande marchadora Ana Cabecinha, uma septuagenária cedeu um terreno ao filho para ele fazer uma casa. Como a edificação iria transformar uma propriedade rústica, a edilidade municipal argumentou razões ponderosas e autorizou a construção.
Agora, o Tribunal dá a António Pina (atual Presidente da CM de Olhão) e a um seu vereador um prazo de 90 dias para deitarem a casa abaixo. Por cada dia que passar depois do prazo, sem a ordem cumprida, ambos os autarcas terão de pagar uma multa diária de 50 €!!!!…


%d bloggers like this: