António Costa e os automóveis

foto joão xavier - acidente na EN 125

Na entrevista que deu na semana passada ao jornal Público, o primeiro-ministro António Costa fez, de repente, uma alusão a carros para se explicar em relação aos problemas da economia portuguesa.
Comecei por não dar importância à alusão e chamou-me mais a atenção a tristeza da ambiguidade em várias justificações que o líder socialista apresenta para as zonas de penumbra da sua política, sujeito que está às pressões dos camaradas do BE e do PCP.
Só mais tarde voltei a ler a entrevista à procura daquela passagem.
Um jornalista perguntou-lhe que instrumento terá na sua mão se tiver de contrair a despesa. António Costa respondeu:
«É como um automóvel. Não há automóveis só com travão, nem só com acelerador.»
O jornalista insistiu: «Qual é o seu travão?» E António Costa respondeu:
«É preciso conduzir. Governar não é ligar o piloto automático.»
Para memória futura…

Anúncios

%d bloggers like this: