O IKEA do Algarve e as rochas

foto joao xavier - partindo pedra para fazer o ikea do algarve

Agora que se iniciou a construção dos primeiros edifícios do grande complexo comercial do IKEA do Algarve, quero deixar um registo despretensioso sobre a geologia daquele espaço que vai começar a ser impermeabilizado e artificializado na maior parte da sua superfície.
Os terrenos que ali têm estado em completa revolução são marcados por dolomitos e calcários dolomíticos da formação de Santa Bárbara de Nexe (que têm dado muito trabalho às máquinas…), calcários com anchispiroclina lusitânica do Jurássico Superior, calcários oolíticos com trocholina, calcários em clypeina jurássica, calcários com alviossepta jaccardi, calcários com campbeliella striata, calcários recifais, calcários com nódulos de sílex e calcários com palorbitolina.
São portanto os calcários os que dominam os solos comprados pelo IKEA na zona de Caliços / Cabana Queimada. Mas também ali encontramos muitas argilas, grés, conglomerados, dolomitos e margas com alectryonia, entre outras menos notórias.
É um património natural que pode ser usado no embelezamento dos espaços comerciais, dando-lhe uma identidade própria. Basta boa vontade e bom gosto.


%d bloggers like this: