Madeleine McCann, 3 de maio de 2007

foto joao xavier - madeleine mccann em faro

Maldita hora em que Kate McCann decidiu gozar férias na Praia da Luz, em 2007.
Passam amanhã 9 anos. A sua filhota Madeleine desapareceu em 3 de maio de 2007 e a imprensa mundial não se cansou de acompanhar o drama da respetiva procura.
Kate esteve há poucos dias no Algarve.
Para todos os que pensam em Madeleine, nascida há 12 anos, sobram dúvidas. Milhões de euros e de libras foram gastos em investigações. Suspeitas diversas foram alinhavadas. Ninguém pode garantir se a menina está viva ou morta. Há quem acuse os pais.
O caso continua a subir às primeiras páginas de alguns jornais ingleses. Um polícia envolvido nas pesquisas viu a vida virada do avesso. Muitos nomes foram sendo apontados como de raptores. Centenas de pessoas dizem ter visto Madeleine nos mais diversos quadrantes do mundo.
Afinal, apesar de tanta tecnologia de ponta e de tantos peritos de nomeada, ainda é possível fazer desaparecer alguém com uma facilidade apavorante…
Ontem, no Forum Algarve, uma mãe entrou em pânico, porque a sua filha de 2 anos desapareceu de junto dela. Durante largos minutos, os seguranças montaram a operação de alerta máximo. A menina, afinal, tinha-se escondido debaixo de um móvel. Nem tudo acaba mal.


%d bloggers like this: