Finalmente o Brexit

foto joao xavier - carro britanico

Finalmente, o povo britânico decidiu-se em referendo pela saída da União Europeia.
A Grã Bretanha tinha um estatuto especial que negociou chantageando os parceiros comunitários e o caminho estava traçado.
Este império que há muito dava sinais de rotura chegou agora, com o Brexit, ao momento que muitos têm andado a adiar.
É verdade que a saída da Grã Bretanha, país fundador da União Europeia, não é a saída da Letónia ou da Hungria, por exemplo.
Eu sempre fui contra os alargamentos estúpidos da UE. Esta comunidade internacional vai ter de reconfigurar a visão do gigante que cresce sobre os vizinhos e perdeu os seus ideais de fundação…
O essencial desta saída da GB é o fecho de fronteiras. E todos temos percebido os inconvenientes da lassidão instituída.
Só os parasitas da UE é que não perceberam ainda que a UE funciona mal, tem tiques de ditadura e transformou-se numa megainstituição que foge de referendos populares…
A UE precisa de respeitar a força das suas nações e precisa de implementar a cultura do consenso e a fácil auscultação popular. Poderá assim perder mais países, mas ganhará consistência.
A UE que temos de construir não é a que vive de um passado em que soube na paz reconstruir a Europa dilacerada pela guerra. A UE que temos de construir é uma união que focalize o seu trabalho nas pessoas e na qualidade de vida, não nas finanças e na globalização.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: