A mentira das obras paradas

foto elisabete lopes - obras na EN 125 em 07jul2016

«O Algarve é um descomunal estaleiro. Por todo o lado permanecem os esqueletos medonhos desta cavalgada ofegante que são as obras: tijolos amontoados, tábuas, lixo, restos.» – escrevia Maria João Avillez em 1993.
Em 2016, o retrato é bem diferente: a construção civil caiu a pique e o Algarve tem agora a Estrada Nacional 125 como estaleiro mor.
No barlavento, foi anunciado à imprensa que em 30 de junho paravam as obras de requalificação, para não se criarem constrangimentos ao trânsito na principal via rodoviária algarvia. Uma aldrabice.
Ainda ontem, 7 de julho, passei por lá e as obras continuam, seja na Maritenda, seja na Fonte de Boliqueime, em Alcantarilha ou noutros pontos onde deveríamos passar sem obras!
Onde não se veem máquinas, falta ainda a pintura das linhas brancas.
É apenas mais um exemplo de como em Portugal se trabalha (muito) mal…

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: