Archive for Fevereiro, 2017

Sousa Tavares e os camaleões

28 Fevereiro 2017

Foto joao xavier - camaleao

Perito em botar faladura sobre o que não sabe, Miguel Sousa Tavares lembrou-se de comentar a problemática das casas que o Estado quer demolir nas ilhas da Ria Formosa e escreveu:

«Até se avocou que as “ilhas-barreira” eram um extraordinário habitat dos jamais avistados camaleões, os quais só estariam verdadeiramente protegidos no meio de centenas de casas clandestinas.»

Haja quem explique ao homem que as ilhas do sul do Algarve têm colónias de camaleões! Ainda no passado verão eu vi alguns na Praia de Faro, exatamente na zona leste, onde existem diversas casas pobres…

É verdade que as 369 casas identificadas para demolição são exatamente casas tipificadas como pobres, ficando fora da lista as boas moradias que ali são um verdadeiro atentado à tipicidade da zona e ao equilíbrio da relação de forças da natureza, mas isso não está em causa na croniqueta.

Pode o MST argumentar como quiser contra as casas em referência, mas não invente. Ele que continue a escrever as suas estórias: a história jamais lhe passará cartão.

 

Anúncios

O feminismo do século XXI

27 Fevereiro 2017

foto-philippe-wojazer-nua-diante-de-marine-le-pen

Cada vez entendo menos o feminismo do séc. XXI.

Eu pensava que o feminismo vincava as características das mulheres e reivindicava um tratamento digno por parte dos homens.

Pensava que ser feminista significava evitar ter tiques machistas.

Pensava que ser feminista era o oposto de exibir o corpo feminino, tão facilmente erotizado.

Afinal, enganei-me.

Ultimamente, os movimentos femininos primam por mandar para determinados locais com mass media uma ou mais mulheres nuas ou em top less!

O caso mais recente ocorreu diante de Marine Le Pen, candidata presidencial francesa, que, de improviso, comentou: «O mundo é como é e não como eu gostaria que fosse!»

Faço minhas as palavras de Marine. A emancipação feminina deve exibir-se no trabalho e no quotidiano. Deve exibir-se… sem exibicionismos.

 

Futebol infantil no Estádio São Luís

26 Fevereiro 2017

KODAK Digital Still Camera

Os poucos adeptos do Torreense que vieram hoje ao Algarve saíram sorridentes do Estádio São Luís.

Eu, que na presente temporada ainda quase não vi futebol infantil, vi hoje uma jogada infantil que foi decisiva para um jogo de apuramento da subida à 2ª Liga!

Idos 15 minutos de jogo, o guarda-redes do Farense, depois de ter controlado completamente a bola, disponibilizou-a com a maior das gentilezas a um avançado adversário que não se fez rogado e atirou (obviamente) para o único golo do desafio.

Houve mais estórias neste jogo. De um penalti desperdiçado pelo Torreense, à bolas ao ferro atiradas pelo Farense e até aos cartões vermelhos… Mas, como se diz que o que conta são os golos, o lance da derrota dos leões de Faro é, afinal, o que fica para melhor ou pior memória futura.

 

Algarve CF – 21 jogos consecutivos a marcar

25 Fevereiro 2017

foto-joao-xavier-esp-lagos-1-algarve-cf-4

O Algarve CF foi hoje até à Capital das Descobertas e prosseguiu a sua empolgante carreira de estreia, obtendo a sua 14ª vitória, registando o seu 3º jogo consecutivo com 3-0 ao intervalo e indo já no seu 21º jogo consecutivo a marcar golos!

Batendo a equipa B do Esperança de Lagos por 4-1 e com 13 golos marcados nos últimos 3 jogos, o Algarve CF continua a liderar a 2ª Divisão Distrital algarvia.

 

Je suis ilhéu

24 Fevereiro 2017

foto-jorge-rico-manif-nas-ilhas-da-ria-formosa

«O único orgulho que tenho de ser português é só pelo passado glorioso.» – dizia-me um ilhéu.

Anteontem, a calma deu lugar ao stress e a pacatez deu lugar ao confronto. Nas chamadas «ilhas-barreira» da Ria Formosa, o poder central português descobriu uma aberrante vontade de destruir e foi mais um passo dessa intenção que provocou desacatos (foram marcar 35 casas da Ilha do Farol para demolição…).

As casinhas térreas daquelas ilhas não fazem mal nenhum ao ambiente. Em alguns casos, até ajudam a diminuir a erosão eólica. Mas os grandes teóricos da «renaturalização» teimam.

Na manifestação, uma coisa me deixou perplexo: como é que ainda há ali pessoas com a bandeira portuguesa nas mãos?!

Ainda não perceberam que é sob a bandeira portuguesa que os andam a trompicar?!…

 

Poeiras do Sahara no Algarve

23 Fevereiro 2017

KODAK Digital Still Camera

Hoje, no Algarve, foi o dia dos lavadores de carros: a madrugada trouxe chuviscos cheios de poeira africana e as varandas e as viaturas ficaram cobertas de lama castanha!

Este fenómeno atmosférico, como eu nunca tinha visto, permite-nos tomar melhor consciência da proximidade do deserto do Sahara, mas também nos alerta para mudanças climáticas que não passam despercebidas a ninguém.

Os índices de partículas inaláveis, que para a saúde humana não devem ultrapassar os 50 microgramas por metro cúbico de atmosfera, estiveram hoje no Algarve entre os 260 e os 270 !…

Esta problemática desaconselha esforços físicos ao ar livre e aconselha janelas fechadas nas nossas casas.

 

A biodiversidade do futebol

22 Fevereiro 2017

foto-joao-xavier-antiga-rua-dos-burros-lagos

«Só os burros falam de arbitragem!» – disse, há poucos anos, Filipe Vieira, presidente do Benfica. É um ideário que o fará repensar atualmente em quem contratou.

«Os principais clubes queixam-se muito, mas calam-se como ratos ao serem beneficiados.» – escreveu hoje no Record o editor chefe, Jorge Barbosa.

A simbologia dos animais nos clubes é muito interessante, porque, presumindo-se os humanos superiores aos outros animais, recorrem a eles como símbolos de grandes qualidades.

Em Portugal, entre muitos outros, temos os leões, as águias, os dragões e as panteras. Meros exemplos.

É bom termos biodiversidade no desporto e essa simbologia acaba por dar vida a um lado lúdico da vida. Ou como catarse ou para além da catarse…

[Na foto, a antiga Rua dos burros (em Lagos), onde, provavelmente, se falava muito de árbitros]

 

O dia mundial da justiça social

21 Fevereiro 2017

foto-joao-xavier-mendigo

Ontem foi o Dia Mundial da Justiça Social, mas não ouvi ninguém falar sobre isso.

Percebe-se: foi um dia mundial do que não temos!…

No país como no mundo, há valores mais baixos que se levantam e são prioritários na agenda política.

É por isso que vemos tantos políticos a sorrir…

 

Chegar mais acima

20 Fevereiro 2017

foto-joao-xavier-gaivotas-na-senhora-da-rocha

Há uns anos, sonhava com frequência que voava. Literalmente.

Mesmo sem asas, via-me a sobrevoar o bairro onde vivia, planando prazenteiramente e descendo com suavidade.

Eram sonhos magníficos que, ao acordar, me deixavam perplexo. Como era possível eu estar a ver do ar aquilo que, acordado, nunca do ar tinha visto?

Acredito a que vida tem dimensões que a gente não entende. E, segundo alguns especialistas, sonhar que estamos a voar significa felicidade e alegria.

Na vida terrena, de facto, é preciso saber voar. É preciso querer voar mais alto do que a nossa dimensão simples de caminhantes.

Na vida, devemos tentar voar. Tentar voar além da mediocridade e do comodismo. Sem essa dimensão, abdicamos de melhores projetos e acomodamo-nos.

Lembrei-me de tudo isto quando há dias estive na capela da Senhora da Rocha e fiz esta foto. Não foi preciso voar para ver as gaivotas a voar bem mais abaixo que eu.

Chegar mais acima às vezes não é tão difícil como parece.

 

Portimonense com 17 pontos sobre a linha da subida

19 Fevereiro 2017

foto-joao-xavier-no-estadio-municipal-de-portimao

O Algarve vai ter ainda este ano uma equipa novamente na 1ª Liga do futebol profissional português.

Esta parece ser uma adivinhação. E até é! O certo é que o Portimonense recuperou hoje na Cova da Piedade a vantagem de 17 pontos sobre a linha da subida!

Imaginando o impensável cenário de o atual 3º classificado ganhar todos os jogos que lhe faltam, o Portimonense poderia perder 5 jogos e ganhar os restantes e mesmo assim seria o campeão da 2ª Liga!

O valor de Vítor Oliveira é inquestionável. Depois de se ter sagrado o campeão das subidas, este antigo jogador de Leixões, Paredes, Famalicão, Espinho, Braga e Portimonense está-se marimbando para treinar equipas que andam aflitas para não descer e especializou-se em equipas ambiciosas.

E faz ele muito bem!