Tropas de regresso a Faro

KODAK Digital Still Camera

O exército ocupou ontem a Pontinha, no centro de Faro.

Para o «juramento de bandeira» de mais de 50 recrutas que treinaram em Beja durante 5 semanas, o exército organizou na capital algarvia uma cerimónia que antecede mais umas semanas de instrução no Algarve.

Esta região, que ficou praticamente desmilitarizada, continua, afinal, a acolher as tropas.

Foi um erro matar o Regimento de Infantaria de Faro, tal como foi um erro acabar com o serviço militar obrigatório.

Nestes novos tempos de uma sociedade ao sabor dos ventos, vai sendo tempo de se repensar a ocupação militar do Algarve. Já não é tempo de guerras, mas é sempre tempo de ter gente apta a intervir onde for necessário (em território nacional).

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: