O Capuchinho Vermelho no Estádio Algarve

KODAK Digital Still Camera

Hoje, que é o dia do livro infantil, fui ao Estádio Algarve ver um dérbi regional que mais pareceu a estória do capuchinho vermelho, sobretudo nos últimos minutos…

O Louletano, alegadamente sem ambições de subida à 2ª Liga, recebeu o Farense, que se apresentava como sério candidato à promoção. Contudo, deparou com um adversário estranhamente sem nexo e sem fio-de-jogo.

Com a partida a aproximar-se do fim, o Farense ainda chegou ao 2-2, mas nem mesmo com 6 minutos de compensação teve tempo para aproveitar as dádivas alheias e pôr a bola dentro da baliza.

Já passavam uns 5 minutos do golo do empate e ainda o marcador teimava em registar 2-1. Alguém estava a dormir, além dos avançados alvinegros.

Depois de virarem as costas ao relvado, muitos espetadores (muitos aqui é uma aberração, porque o estádio estava quase às moscas), «muitos» espetadores, dizia eu, pareciam vir a contar a tal estória infantil do capuchinho, em que um «lobo mau» comia a avó e também queria comer a neta…

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: