A epopeia lusa no Euro 2016

eder golo na final do euro 2016

10 de julho de 2016 – há 1 ano.

Portugal conquistou pela 1ª vez o título de campeão europeu de futebol sénior.

Rever muitas das imagens da epopeia ainda é motivo para arrepios.

Há memórias para não esquecer.

Portugal não ganhou os 1ºs jogos da fase final. Empatou 1-1 com a Islândia, que era vista como a equipa mais «verdinha» do Euro. Empatou 0-0 com a Áustria, «porque» Cristiano Ronaldo falhou um penalti. Empatou 3-3 com a Hungria com os húngaros a atirarem a bola ao poste no final do jogo. Ganhou 1-0 à Croácia no prolongamento, começando, aí sim, a mostrar que tinha cabedal para mais. Ganhou nos penaltis à Polónia, num jogo impróprio para doentes cardíacos em que a estrela foi o guarda-redes Rui Patrício. Ganhou 2-0 ao País de Gales (ninguém percebe como é que os galeses chegaram às meias-finais!). E na Final, contra a França, foi sem Cristiano Ronaldo em campo que chegou à vitória no prolongamento, com um golão de Éder.

Valeu a pena ser racional. Valeu a pena abdicar de exibições cacarejantes.

Valeria a pena, mais não fosse, para ver a cara de tacho de François Hollande, então presidente de França, quando a seleção lusa passou por ele para receber o troféu e as medalhas de ouro.

Mas valeu bem a pena para mostrar a toda a gente a força do futebol, a alegria do futebol, a vida do futebol, esse desporto que me cativou tinha eu 10 anos e não vai nunca largar-me.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: