Archive for Agosto, 2017

Merda para os turistas

31 Agosto 2017

KODAK Digital Still Camera

Almancil é, como se sabe, um dos principais polos do turismo algarvio.

Na antiga estrada nacional 125, num troço agora transformado em avenida, perto do supermercado Apolónia, parece incrível o arraial de merda que se acumula junto ao passeio.

Com tantos turistas que por ali passam, aquilo parece uma mensagem: merda para os turistas!

Os dejetos de cães são mais que muitos. E você, se não acredita, vá ver para crer.

 

Anúncios

Agosto a gosto – VII

29 Agosto 2017

KODAK Digital Still Camera

Só faltam 2 dias para agosto terminar, mas a meteorologia já se encarregou de nos dizer que está a acabar o tempo do papo para o ar…

 

Intervalo para matar a sede

28 Agosto 2017

foto joao xavier - intervalo para água no olhanense - almancilense

O fim de semana já foi um pouco mais fresquinho, mas prosseguiu uma novidade que o Campeonato de Portugal nos trouxe: as interrupções para matar a sede!

Foi para mim uma surpresa. Cerca dos 30 minutos de jogo, os árbitros mandam as equipas ir beber água!

A medida, humanista, pretende compensar os futebolistas perante o calor que se tem sentido. É um combate à desidratação.

Num momento em que a inovação do «videoárbitro» veio desumanizar o desporto rei, saudamos esta pequena «compensação»…

 

Farense já é líder isolado

27 Agosto 2017

KODAK Digital Still Camera

À 2ª jornada, o Campeonato de Portugal já tem um líder isolado, na série E: o Farense!

Despois de terem triunfado em Moura na 1ª jornada, os leões de Faro golearam hoje o Moncarapachense por 4-0 e já são a única equipa só com vitórias, na série mais a sul.

No Estádio São Luís, a equipa de Moncarapacho apresentou um interessante cartaz: «Força Monca»! A abreviatura não é muito feliz (monco é o ranho pendido do nariz ou a carúncula da cabeça de um peru), mas faz parte da inexperiência dos primeiros passos. Melhores cartazes virão.

 

Agosto a gosto – VI

26 Agosto 2017

no cartaz dos dias medievais castro marim

Os dias medievais de Castro Marim voltaram a confirmar-se como uma referência nas animações do verão algarvio.

Pena é o problema do estacionamento, pago a 1 euro mas sem ordenação… e o inconveniente da afluência massiva: andar naquelas ruas é como andar dentro de um chouriço… com uma cotovelada aqui, uma pisadela mais adiante e um empurrão um pouco mais à frente…

 

Cansei-me de não ter vida

24 Agosto 2017

foto joao xavier - sandra correia

Em dezembro de 2011, estive pela primeira vez com Sandra Correia, durante uma conferência na Universidade do Algarve.

Hoje, o Diário de Notícias dedicou-lhe 4 páginas inteiras.

Esta algarvia marafada, filha de César Correia, tem vivido para o trabalho de forma exagerada. Quando estive com ela percebi isso mesmo: faltava ali qualquer vertente.

Hoje, ela confessa: «Cansei-me de não ter vida. Acordava na China, jantava em Lisboa e almoçava em Nova Iorque».

A ilusão de sucesso que muitas vezes nos é injetada por pessoas com grandes lucros fica facilmente turvada pela falta de um lado familiar no quotidiano. Por isso mesmo Sandra responde, quando questionada se tem filhos: «Não, tenho um cão-de-água com 5 anos.»

Sandra Correia tem mostrado ao mundo que tem horizontes muito além do Algarve. Mas vai ser no Algarve que, um dia, vai perceber melhor que a vida é multifacetada…

 

A capital das ervas

23 Agosto 2017

foto joao xavier - «jardim» da praceta barjona freitas

A capital algarvia tem tido uma qualquer aversão às zonas verdes!

Na envolvente da praceta Barjona de Freitas, as ervas crescem e morrem com um à-vontade incrível.

É apenas um exemplo. Todos gostaríamos de ter uma cidade onde as plantas são acarinhadas para embelezarem a paisagem urbana, mas o que se constata é que outros «valores» se levantam.

A política do betão e do alcatrão dá mais impostos, contudo, não é disso que se alimenta a qualidade de vida.

A política das festas e das diversões é muito popularucha (agora diz-se «populista»), mas o que a gente quer são coisas duradoiras, trabalhos profícuos e zelo.

Quando deixamos prosar as ervas daninhas, todos ficamos a perder.

 

Queres emprego ou queres trabalho?

22 Agosto 2017

foto joao xavier - restaurante

Um emigrante português em Inglaterra dizia-me há dias que o profissionalismo e a entrega ao trabalho lá são muito maiores do que cá. Por exemplo… em Portugal notava que o absentismo é uma espécie de brincadeira para muitos trabalhadores…

Socorri-me então de um estudo encomendado pelo Gabinete de Estudos e Planeamento do Ministério do Trabalho em 2010, sobre dados de 2008. Confere.

Os portugueses são danados para faltar ao trabalho.

No setor de alojamento e restauração, o absentismo tinha uma taxa de 9,5, contra o da agricultura, pesca e caça, com 8, o da saúde e apoio social, tb com 8 e as indústrias transformadoras, com 7,5.

Aquela estatística referia que as horas de trabalho perdidas foram em 2008 de cerca de 100 milhões!

Um gestor de uma empresa de fast food disse-me que a juventude a contrato é a que mais falta… mas pior que isso são as horas de presença no local de trabalho a… engonhar.

Está percebido. Por algum motivo o tuga costuma dizer: «se o trabalho dá saúde, trabalhem os doentes»…

 

As caralhadas do Manel

21 Agosto 2017

Foto João Xavier - Jorge Sousa irritado no Algarve

Chama-se Manuel Jorge Neves Moreira de Sousa, mas na arbitragem é conhecido como Jorge Sousa.

No jogo do Sporting B do passado fim de semana, para a 2ª Liga, exaltou-se na formação de uma barreira e gritou para o guardião leonino:

«Estás a falar para quem, caralho? Estás a falar para quem, caralho? Para a baliza. Mas que brincadeira? Eu não brinco com ninguém, caralho. Põe-te na puta da baliza. Mas que é isto, eu não brinco com ninguém, caralho. Quem é que está a brincar? Eu não brinco com ninguém».

Este grande exemplo de serenidade e caráter num árbitro com as insígnias da FIFA diz muito sobre o seu perfil, confirmando que há também ali uma qualquer embirração com as barreiras, como eu fotografei em 2012.

Há uns bons anos, estava eu a arbitrar um jogo, quando vi 3 jogadores notoriamente exaltados com um árbitro assistente. Corri para o local a perguntar o que se passava e um dos futebolistas disse-me que o «fiscal-de-linha» o tinha mandado pró caralho.

Na cabine, questionei o meu colega que depressa confirmou: «Sim, mandei-o. Ele só estava a dar-me cabo dos cornos.»

Na segunda feira, tratei logo de informar o conselho de arbitragem que aquele elemento não faria mais um único jogo comigo. O meu padrão de conduta está, felizmente, muito acima daquele nível…

Aja cada um conforme a sua consciência.

Moncarapachense entra com o pé direito

20 Agosto 2017

foto joao xavier - moncarapachense - castrense

Ora aí vai a bola para o primeiro golo do Moncarapachense na História do Campeonato de Portugal!

A temporada de 2017/18 do Campeonato de Portugal iniciou-se hoje, com o feliz regresso ao formato de séries da extinta 3ª Divisão Nacional sem segunda fase por grupos.

Para começar, a equipa de Moncarapacho ganhou ao Castrense (1-0 de penalty que teve de ser repetido…), enquanto o Farense foi triunfar em Moura pelo mesmo resultado e o Olhanense bateu em casa o Almancilense por 2-0. Também é digno de menção o empate 2-2 do Armacenenses em casa do prestigiado Operário.

O Algarve conta com um poderoso esquadrão de 7 equipas neste Campeonato de Portugal, o que diminui as despesas e faculta uma «infindável» série de dérbis.