Os portugueses e o fogo

foto joao xavier - incendio na serra do caldeirao 2012

A vida milenar do bicho Homem sobre a Terra mudou radicalmente a partir do momento em que descobriu a forma de produzir fogo.

Até então, os nossos antepassados eram uma simples espécie entre outras espécies e sofriam ataques medonhos dos predadores carnívoros. Com o fogo, começaram a afugentá-los.

Provando animais queimados em incêndios, perceberam que eram mais saborosos e inventaram a culinária; e dominando o fogo em tochas, perceberam que podiam iluminar as habitações grutescas e aquecer-se em dias frios…

Passado esse tempo, o fogo é para o homo modernus um maná e um problema.

Em Portugal, sempre tivemos florestas e sempre tivemos cuidado com o fogo.

Criámos, entretanto, uma geração de gente que parece nos primórdios do fogo: uns, estúpidos, tresloucados e primatas, encantam-se com o fogo e transformam-se em incendiários; outros, estúpidos, burros e irresponsáveis, fazem queimadas sem nexo e acabam por ser tão destruidores como os primeiros.

Só não percebe isto quem não sabe que nos últimos anos arderam em Portugal mais florestas do que no resto de toda a Europa…

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: