Archive for the ‘Editorial’ Category

Nossa Senhora da Rocha – respeitar e preservar

29 Dezembro 2014

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A capela de Nossa Senhora da Rocha tem andado ultimamente na imprensa portuguesa, desde que em novembro passado ruiu parte do promontório onde está construída, fazendo desabar uma porção do muro que evitava o acesso das pessoas ao precipício.
Salazar considerou aquela ermida edifício de interesse público desde 1963 e há que ter em conta algumas das referências culturais mais importantes que ali resistem: na arcada tripla da capela, há colunas com um capitel de estilo visigótico que alguns historiadores consideram ter sido para ali levado de construções genuinamente visigóticas.
Mandada construir no séc. XVI por D.João III, a fortaleza que protegia a ermida tombou com o terramoto de 1755.
Com tanto dinheiro que se gasta na reposição de areias em praias para turistas, bem podem avançar com obras de contenção da erosão que está a fazer perigar aquele promontório e o património cultural que ostenta!…
Mar adentro, a ermida de Nossa Senhora da Rocha é um bom exemplo de que o Algarve não é só «sol e mar»…

Culatrense é líder isolado!

28 Dezembro 2014

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O Culatrense saltou para o comando isolado da 1ª Divisão Distrital da Associação de Futebol do Algarve!
É verdade que é tudo uma questão de conjuntura matemática decorrente da antecipação de um jogo da 13ª jornada do campeonato: tendo um jogo a mais que o Almancilense e o Moncarapachense, a equipa da ilha da Culatra pode perder a liderança já no próximo fim de semana… mas também é verdade que, se ambos os adversários perderem nessa jornada (pouco provável mas possível…), quem vai ficar mesmo a liderar é o Culatrense.
No desafio de ontem, houve confusão farta quando o intervalo estava a chegar. O Culatrense estava a ganhar por 2-1 em Quarteira (já tinha estado a ganhar durante mais de meia hora por 1-0…) e uma falta violenta sobre o avançado farense Norberto fez aquecer os ânimos. Tanto ou tão pouco, que o árbitro exibiu o cartão vermelho a 3 jogadores (1 dos visitantes e 2 dos da casa, em que se destacou o guarda-redes do Quarteira).
Ficou toldado o jogo para a segunda parte e o resto é história: o Culatrense acabou por golear o 4º classificado por 5-2!
O Culatrense lidera o Distrital algarvio!

Medicamentos humanos em peixes…

27 Dezembro 2014

Foto João Xavier - Peixes à babuja

Investigações recentes chegaram à conclusão que muitos peixes estão a sofrer alterações genéticas devido aos medicamentos humanos.
Não é grande a novidade, esperava-se mesmo que mais tarde ou mais cedo a voracidade do progresso humano desencadeasse reações perigosas da mãe natureza… mas o estudo agora divulgado tem particularidades interessantes.
Uma das conclusões que se tira é que as estações de tratamento de esgotos, agora pomposamente chamadas de estações de tratamento de águas residuais, vulgo ETARs, são as principais responsáveis!
A dimensão das consequências da poluição no código genético dos peixes é alarmante precisamente junto das ETARs.
O problema, ao contrário do que alguns pensarão, não deriva de muitos lançarem aos esgotos os medicamentos que sobram! O problema deriva sobretudo dos medicamentos que todos tomamos! Como?
Pela urina e pelas fezes, libertamo-nos da medicação e envenenamos a Natureza.
Os materiais líquidos e sólidos que excretamos vão carregados da medicação que tomamos. E os primeiros animais a alimentar-se dela são os peixinhos que tanto gostam de viver nas águas onde os esgotos são lançados à natureza… e que chegam até a mudar de sexo!
Um mal cuja solução ainda não está sequer estudada!…

Não são permitidas trocas

26 Dezembro 2014

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Hoje trago aqui uma interessante referência à Portaria 215/2011…
Tem este aviso duas referências a ter em conta.
Primeiro, ficamos a saber que o artigo depois de entregue considera-se comprado, o que nos faz prescindir do pagamento! Se depois de nos entregarem o objeto em causa nos pedirem o dinheiro, basta-nos mandar o vendedor ler com atenção o aviso: «depois de entregue considera-se comprado»!!!
Depois, há mais um pontapé na gramática (o habitual quando a iliteracia impera e o pessoal quer levantar a crista…): «não sendo permitido trocas ou devoluções».
O que deveriam ter escrito era: «não sendo permitidas trocas ou devoluções».
Quando o verbo auxiliar é copulativo, o particípio passado deve concordar em género e em número com os nomes em causa (naquele caso, feminino e plural).
Os verbos copulativos mais conhecidos são: ser, estar, ficar, parecer, permanecer e continuar. Não se diz, por exemplo, «continua permitido as trocas», mas sim «continuam permitidas as trocas».
Fixe e melhore o seu português.

Depois do fogo, a solidariedade

25 Dezembro 2014

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Decorrem já as obras de recuperação da Igreja de Armação de Pera.
O edifício ficou sem condições de uso, após um incêndio criminoso, ao que consta sem os autores terem sido descobertos até este momento.
Ainda são visíveis no interior as marcas da maldade.
A Igreja de Armação de Pera, consagrada a Nossa Senhora dos Navegantes, foi assaltada em agosto deste ano e os gatunos acharam por bem puxar-lhe fogo.
O custo da recuperação do edifício ronda os 235 mil euros, tendo a paróquia conseguido alguns apoios que não cobrem ainda o orçamento.
O restauro das esculturas que ficaram deterioradas pelo fogo e pelo fumo está já completo e foi realizado em Fátima.
É provável que na Páscoa de 2015 a Igreja seja de novo aberta ao público.

O Natal incomoda muita gente…

24 Dezembro 2014

Foto João Xavier - Árvores de Natal em Faro

Este ano, as ruas pedonais da Baixa de Faro foram ornamentadas com «árvores de Natal» enfeitadas pelas turmas de diversos estabelecimentos de ensino e de educação do concelho capital do Algarve.
Surpreendentemente ou nem tanto assim, diversas «árvores» foram vandalizadas.
Se o Natal incomoda muita gente, 170 «árvores de Natal» incomodam muito mais…

O país dos buracos

23 Dezembro 2014

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A lógica habitual para interpretarmos os buracos que aparecem em terrenos urbanizados é que são coisas da natureza ou acasos imponderáveis dos materiais.
Não é bem assim.
Há casos em que a natureza a nível geológico e/ou hidráulico tem fenómenos incontroláveis. Mas esses casos são verdadeiramente raros e merecem as manchetes da imprensa.
Mas a maioria dos casos são apenas consequência da irresponsabilidade ou da negligência de quem deveria ponderar devidamente os trabalhos que se realizam em espaços urbanizados.
Ainda recentemente, em Armação de Pera, registou-se o abatimento de um passeio que projetou 2 transeuntes para um buraco de 4 metros de profundidade, provocando graves danos físicos num deles. Causa: um cano cortado jorrava água no subsolo.
No passado domingo, em Faro, um buraco de tamanho similar ao de uma tampa de esgoto abriu-se no pavimento da Rua Pinheiro e Rosa, até uma profundidade de cerca de 1 metro, na sequência da rutura de uma válvula da canalização. É o buraco da foto que hoje apresento. As obras ainda hoje se prolongaram por todo o dia.
Estes problemas podem causar danos irreversíveis em pessoas e bens e poderiam ser evitados, quase todos eles, se fosse feito um estudo profissional dos solos e se a construção e a manutenção de pavimentos e das infraestruturas fossem bem feitas.
Estas coisas só se tornam banais quando a incompetência se torna também ela banal.

A sina dos jovens professores

22 Dezembro 2014

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Cada vez tenho mais pena dos jovens professores!
Além de lhes serem facultados uns cursos medíocres, são agora forçados a prestar provas suplementares, se quiserem trabalhar para o Estado!
Como se isso não lhes bastasse, e como se não bastasse o stress que essa prova em si mesma desencadeia, ainda são confrontados, à entrada das escolas onde as provas se realizam, com professores sindicalistas e com jornalistas que querem fazer reportagens!
A realização de uma prova de avaliação de competências e de conhecimentos deve ser concretizada no maior sossego possível e todas as pessoas que não a vão fazer devem respeitar o direito dos candidatos a um ambiente de serenidade e de concentração pessoal.
Espero bem que aquela prova deixe de existir ou que, persistindo ela nos próximos anos, os jovens professores (que através dela querem apenas ter direito a trabalhar no ensino público) possam fazê-la em paz!…

Consoada mais doce em Faro e Portimão

21 Dezembro 2014

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

À 20ª jornada, o Farense conseguiu hoje a sua mais expressiva vitória da temporada, após um ciclo de 10 jogos consecutivos sem qualquer triunfo.
A vitória, por 3-0, foi conseguida sobre outra equipa que carrega um historial de mérito: o Leixões.
Abel Xavier soma assim 3 jogos na liderança do Farense, com um empate, uma derrota e uma vitória!
Curiosamente, a jornada de hoje da 2ª Liga registou outro importante resultado no Algarve: o Portimonense recebeu o líder Oliveirense e apeou-o, batendo-o por 2-1.
A consoada vai ser mais doce, para o Portimonense e o Farense!

Moncarapachense salta para o 1º lugar

20 Dezembro 2014

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Sensacional jogo hoje em Almancil! O primeiro classificado recebeu o 2º e perdeu.
O Almancilense sofreu um golo logo aos 3 minutos e passou o resto de desafio a correr atrás do prejuízo.
Consequência: o Moncarapachense apanhou-o no comando da classificação geral!
É verdade que o campeonato começou com a equipa de Almancil a exibir uma qualidade invulgar e a conseguir goleadas que a indiciavam para um campeonato fácil. Contudo, depois de se isolar na liderança, começaram as derrotas em casa (com o Farense e o Lagoa), na sequência de lesões em alguns jogadores titulares.
Agora, com a 3ª derrota em casa (performance um tanto ou quanto esquisita, num candidato à subida… à 12ª jornada), o Almancilense permite uma nova lufada de competitividade na 1ª Divisão Distrital da Associação de Futebol do Algarve.
A liderança passou para a equipa mais oriental do campeonato! O Natal vai ser especial, em Moncarapacho…


Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.