Archive for the ‘Editorial’ Category

Eusébio ultrapassado por Benzema

24 Novembro 2016

Karim Benzema em Lisboa

Gosto muito de estatísticas e ainda gosto mais de futebol.
Quando juntamos os dois, é um encanto! 
Não quero, por isso, deixar passar em claro mais um momento relevante das estatísticas de Eusébio, o grande futebolista moçambicano que repousa no Panteão Nacional português.
Eusébio estava, com 47 golos, no Top Ten dos goleadores da Champions e da antiga Taça dos Campeões Europeus.
Foi ontem ultrapassado por Karim Benzema, do Real Madrid. O francês vai agora nos 48 golos, na lista que é liderada pelo madeirense Cristiano Ronaldo (com 98 golos).
O Pantera Negra vai sendo ultrapassado pelos craques que dispõem em cada época de muitos jogos da Champions (a velha Taça dos Campeões tinha muito menos clubes e não tinha qualquer fase de grupos)…

O Hospital de São Braz

23 Novembro 2016

foto joao xavier - o velho hospital de sao braz de alportel

Há 50 anos, Américo Tomaz, Presidente da República, esteve em São Brás de Alportel.
O grande evento do dia 6 de novembro de 1966 foi a inauguração do «Hospital de São Braz de Alportel».
O Almirante que fez a ponta final do Estado Novo condecorou então com o grau de Comendador o grande impulsionador da iniciativa: o algarvio marafado José Lourenço Viegas. Não é qualquer um que oferece um hospital!…
O edifício, cuja primeira pedra foi colocada em 30 de abril de 1961, foi projetado pelo grande arquiteto Carlos Ramos (prémio Valmor em 1958, projetara em 1952 o Estádio Américo Tomás, atualmente chamado de Estádio do Restelo). Passou mais tarde para a posse da Santa Casa da Misericórdia, com o Hospital desativado, e serve agora (batizado com o nome de Edifício José Lourenço Viegas) de sede do Centro de Saúde de São Brás de Alportel e da Unidade de Cuidados Continuados Al-Portellus.
A edilidade está a festejar o meio século daquele edifício. Muita coisa mudou, não foi só a ortografia. A vila foi na onda de considerar o Z antiquado e ganhou um acento. O hospital foi à poeira como quase foi o sistema nacional de saúde.
Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades…

O Algarve na Champions

22 Novembro 2016

foto-espnfc-borussia-dortmund

O jogo entre o Borussia Dortmund e o Legia bateu hoje o record de golos em jogos da Champions: Borussia – 8 – Legia – 4 !…
Enquanto o estádio José Alvalade batia o record (próprio) de público com 50 mil pessoas a verem o Sporting – Real Madrid, os alemães e os polacos entretinham-se a marcar golos.
A noite de hoje da Champions foi empolgante. E, enquanto nas cogitações imediatas sobrava a ideia de que o Sporting foi virtualmente eliminado da Champions por lhe terem calhado no seu grupo duas das melhores equipas em prova, sobrava-me um sonho…
Quando será que o Algarve chega à Champions?
Não é nenhum sonho irrealizável. Hoje em dia, Portugal está a colocar na prova top do futebol europeu 3 equipas por época e nada é impossível.
O Algarve já teve na Taça UEFA duas equipas (Farense e Portimonense). Falta agora sonhar e projetar mais um objetivo. Assim haja quem trabalhe para isso.

A caixinha que mudou o mundo

21 Novembro 2016

Foto João Xavier - TV antiga

Hoje é o Dia Mundial da Televisão.
Em Portugal, temos televisão desde há quase 60 anos. Foi a preto e branco durante poucas décadas e depois generalizou-se num ápice.
A televisão soube adaptar-se ao mundo dos negócios, catapultou o futebol para o topo das audiências e criou figuras de referência.
Foi a televisão que globalizou o poder da imagem.
Tudo o que aquele aparelho mágico desencadeou era impensável há meio século.
Chegamos ao cúmulo de ter agora um presidente da república eleito por se ter tornado comentador televisivo e com essa atividade ter ganhado popularidade de tal modo que acabou por fazer uma campanha eleitoral de feiras e convívios sem promoção de programa, para se limitar a esperar pelos votos que a sua popularidade televisiva garantia!
Estamos agora a poucos dias de um novo passo: vamos passar a ter mais canais na TDT.
Até nisto a televisão se capitalizou. Hoje em dia, como que temos uma TV para os pobres (com os canais generalistas) e uma TV para os ricos (com pacotes de dezenas de canais pagos mensalmente…). Isto, apesar de todos pagarmos contribuição audiovisual com a fatura da eletricidade…

O poder de encaixe

20 Novembro 2016

foto-guia-fc-padernense-2-guia-24

Num jogo de Traquinas, o Guia foi a Paderne e ganhou ao Padernense por 24-2.
Não é gralha. Vinte e quatro.
A distância entre Guia e Paderne é curta. Não há ali sociedades diferentes nem culturas diversas.
O que se nota ali é qualidade e trabalho com índices muito diferenciados.
A formação dos nossos putos deve ser feita com muita ponderação e, se bem que a competitividade não seja a meta, deve servir para formatar pessoas e desportistas.
Não interessa apenas ganhar. O principal é fazer desporto… mas é fundamental gerir as equipas de modo a que a frustração não seja o fruto da competição.
Fui há uns anos professor de um puto que era guarda-redes. Um dia, fui ver-lhe um jogo e ele sofreu 28 golos. Na segunda-feira seguinte, tinha o ego na melhor das condições: o treinador não valia nada e os colegas eram uns cepos…

Algarve CF – 8 jogos, 7 vitórias

19 Novembro 2016

foto-joao-xavier-algarve-cf-3-guia-1

O Guia ainda só tinha sofrido 3 golos num jogo da presente temporada (perdeu 3-2 na Mexilhoeira Grande)… mas hoje, ao intervalo, já perdia por 3-0 com o Algarve CF.
Este é apenas mais um sinal da qualidade da equipa do Algarve CF, que se estreia nas competições oficiais depois de ter sido fundado em abril passado.
A vitória de hoje (por 3-1) foi a 7ª em 8 desafios disputados pelo Algarve CF na 2ª Divisão Distrital e permitiu-lhe passar a liderar isolado a classificação geral, por o Sambrasense não ter jogado devido à desclassificação do Sistema FC.
A prestação da equipa de Monte Gordo é mais uma das infelizmências do futebol algarvio. Acumulando punições com derrotas na secretaria, o Sistema FC vai agora provocar o descanso duplo de cada equipa em cada volta da 2ª Distrital, conjugado com a outra jornada de descanso motivada por terem sido inscritas equipas em número ímpar…

Rebuçados sem papel para os idosos

18 Novembro 2016

foto-joao-xavier-em-albergaria

A Direção Geral de Saúde tem vindo a constatar um aumento no número de «idosos» com sida.
Geralmente conotada com contágios por via sexual, esta doença era habitualmente consequência de vidas com libertinagem sexual em gente jovem.
O que se passa agora é que o padrão da prostituição evoluiu em Portugal para uma matriz internacional em que muitas jovens de outros países vêm cá trompicar a troco de dinheiro e são veículos de transmissão de doenças venéreas e da sida.
As prostitutas portuguesas, tipo domésticas e quase maternais, praticamente extinguiram-se. Agora a globalização anda nas «casas de meninas» e junto das nossas estradas.
Dizia recentemente a psicóloga Vânia Beliz: «Há poucas campanhas de educação sexual para idosos.»
Pois. E muitos, para deixarem as esposas entregues às novelas, vão comer fora. «Não gosto de comer rebuçados com papel!» – dizia um quando lhe aconselharam o uso de preservativo.

As vacas não voam…

17 Novembro 2016

foto-joao-xavier-vaca-leiteira-no-alentejo

Portugal está a ser governado por uma troika (PS + CDU + BE). Há quem lhe chame geringonça, mas António Costa, o primeiro-ministro, preferiu em maio chamar-lhe vaca voadora.
Pois esta troika que nos governa exultou ontem com a divulgação de dados estatísticos segundo os quais o PIB português subiu no último trimestre 1,6%.
Ao mesmo tempo, aqui ao lado, o PIB da Espanha subiu o dobro e sem governo (3,2%)! E a própria Alemanha, que se considera em abrandamento, cresceu 1,7%! Ao mesmo tempo, a Grã Bretanha, mesmo abalada com o brexit, cresceu 2,3%!…
No caso português, esquecem-se de mencionar que a venda de aviões de guerra à Roménia por 180 milhões de euros fez subir a estatística.
E esquecem-se também de referir que as importações baixaram, o que denuncia uma perda do consumo e do poder de compra…
Não, não há vacas voadoras.

Vem aí o imposto do açúcar

16 Novembro 2016

foto-joao-xavier-coca-cola

Finalmente, depois de muitos ameaços e outros tantos estudos, foi aprovado mais um imposto em Portugal: o imposto do açúcar.
No estrangeiro chamam-lhe «soda tax» e, verdadeiramente, aquilo, apesar de os nossos governantes o anunciarem como combate ao consumo de bebidas açucaradas, não deveria ser chamado de imposto do açúcar.
O açúcar, aberrantemente, continua sem a nova tributação. O que o Estado português vai passar a taxar é o setor dos refrigerantes.
Anda tudo isto à volta de um motivo simples: o Estado precisa de mais dinheiro e inventa o que quer… ou copia o que lhe apetece.
Não venham é com demagogia.
Você acredita que alguém vai diminuir o consumo de refrigerantes a partir de janeiro de 2017, por causa do aumento (de uns cêntimos) decorrente do novo imposto?!…

Recordações da Estrada Nacional 124-1

15 Novembro 2016

foto-joao-xavier-en-124-1

Lagoa está em obras. Coisa banalizada um pouco por diversos municípios, dizem as más línguas que por as eleições autárquicas já marcarem a agenda.
Mas não é esse o tema de hoje.
Trago aqui um marco hectométrico da velha estrada nacional 124-1, que ligava Silves ao Carvoeiro.
Ligava e ainda liga… mas já não pelo centro da cidade lagoense, onde fiz a foto.
Ali, diante do mercado municipal, numa via agora toda escaqueirada, passavam todas as «camionetas» e os camiões, ainda há poucas décadas.
Agora, é uma rua para quem vai às compras, quem vai aos correios, quem vai à Caixa.
Tudo muda. Mas é bom guardar «in su sitio» recordações de um passado com outras marcas e outros ritmos.