Archive for the ‘Editorial’ Category

Viadutos em mau estado na Estrada Nacional 125

11 Maio 2016

foto joao xavier - viaduto da EN 125 na maritenda

A Estrada Nacional 125 tem 2 viadutos (sobre a via ferroviária) em estado problemático de conservação: um nas Fontaínhas e outro na Maritenda.
Para os destruir e para construir os novos viadutos, foi programado o inimaginável corte da Estrada Nacional 125 entre a Maritenda e a Fonte de Boliqueime!
A polémica fez tudo ficar em stand-by. Ao que parece, o corte do trânsito foi adiado.
Se observarmos bem a foto que eu fiz, percebemos que o viaduto da Maritenda apresenta já ferros do betão à mostra e (evidentemente) enferrujados.
Esperamos que soluções razoáveis sejam encontradas, tanto para a destruição/construção como para o uso seguro das atuais estruturas… enquanto não avançarem as obras necessárias.

A bicicleta da União Europeia

10 Maio 2016

Foto João Xavier - Bicicleta abandonada

Martin Schulz, Presidente do Parlamento Europeu, disse ontem:
«A União Europeia é uma bicicleta sem ar nos pneus.»
Uma bicicleta sem ar nos pneus, na prática, não anda. Ou melhor: assim não vamos longe…
Contudo, esta comparação que ontem ecoou na imprensa portuguesa (a comparação foi feita numa entrevista ao Diário de Notícias) é deveras benevolente.
O problema da União Europeia, para sermos mais realistas, é que ela é uma bicicleta, ferrugenta, com a corrente lassa, a direção desalinhada, travões atados com arame e um pneu furado…
É preciso sermos muito ingénuos para acharmos que a União Europeia é uma maravilha dos tempos modernos.
Tem muitas virtudes, pois tem, mas está corrompida em diversos pontos, está gerida por muitos incompetentes e está enredada por burocratas e tecnocratas que, mais do que quererem fazer a Europa andar para a frente, estão preocupados é com a sua carreira e o seu pecúlio.
Ou reparamos esta bicicleta e a resguardamos devidamente, ou qualquer dia fica para peça de museu…

Farense – garra na vitória para fugir à descida

9 Maio 2016

foto joao xavier - golo no farense-2-aves-1

O guarda-redes internacional Quim foi ontem à tarde o grande protagonista do jogo da 2ª Liga entre o Farense e o Aves, no Estádio São Luís.
Apesar de o Farense ter marcado logo aos 2 minutos, o empate veio reforçar a disposição atacante da equipa algarvia, que nos últimos minutos carregou em força.
O pressing, contudo, esbarrava em defesas descomunais do guardião avense. Até que, aos 91 minutos, num livre direto frontal, o artista teve de ir buscar a bola ao fundo das redes.
Fiz a foto do grande golo, no preciso momento em que a bola tocou as redes e Quim caía atónito. O golo ficou-lhe de tal modo encravado nas goelas, que pouco depois o exbenfiquista teve de levar cartão amarelo por comportamento incorreto com o árbitro Cosme Machado.
Com a vitória na penúltima jornada, o Farense, apesar de continuar na lista da descida ao Campeonato de Portugal, tem hipóteses matemáticas de escapar na última jornada (em Barcelos)… e só não está acima da linha-de-água por causa de um erro de secretaria que permitiu a participação ilegal de um jogador no jogo com o Benfica (o castigo foi a perda de 2 pontos).

Chaves regressa à 1ª Liga

8 Maio 2016

foto joao xavier - portimonense-1-chaves-1

O Estádio de Portimão encheu esta manhã 3 bancadas para a penúltima jornada da 2ª Liga.
Foi uma festa.
Os flavienses abriram o ativo, mas a partir do golo do empate (já na 2ªparte) ficaram com o credo na boca até ao apito final.
E foi com o apito final que a alegria explodiu nos transmontanos: com aquele ponto garantiram ao fim de 17 anos o regresso à 1ª Liga.
O treinador, Vítor Oliveira, consegue a sua 9ª subida de divisão e recordou em Portimão que o seu currículo passou também pelo Algarve, quando era praticante.
Para a jornada final, o Algarve pede-lhe precisamente mais uma vitória: o Feirense está na luta pela subida à 1ª Liga e visita Chaves no próximo sábado, sendo essencial uma vitória transmontana para o Portimonense poder também subir…

Armacenenses já leva 11 de avanço

7 Maio 2016

foto joao xavier - guia-0-armacenenses-3

A chuva da tarde de hoje atolou o Lagoa e o Quarteirense, mas não o Armacenenses!
O jogo Monchiquense-Culatrense terminou aos 70 minutos devido ao mau tempo, mas o facto mais notório foi a dilatação da vantagem do novo campeão Armacenenses, que passeou à chuva na Guia (vitória por 3-0) e aumentou para 11 pontos a distância a que vê o 2º classificado!!!
A equipa de Armação de Pera, saboreando já o seu título inédito, termina a temporada num pico de forma e nem os festejos a amoleceram.
No próximo sábado vai terminar uma das melhores temporadas da 1ª Divisão Distrital algarvia.

O Correio da Manhã de 1896

6 Maio 2016

foto joão xavier - o correio da manhã de 20dec1896

Tive um dia destes nas mãos um exemplar do jornal O Correio da Manhã de 20 de dezembro de 1896… e fiquei maravilhado.
Primeiro, ter nas mãos um jornal do séc. XIX que passou todo o séc. XX e chegou ao séc. XXI não é um prazer que se possa ter com facilidade.
Depois, foi um encanto apreciar a ortografia daquela época, para regalo dos grandes contestatários da nova ortografia. Sugiro que escrevam summario, larynge, litteratura, assignatura, suggestão, typo, hysterico, chronica, annuncio, hygiene, geographia e outros mimos do rigor ortográfico puro e duro.
As temáticas, a publicidade, a estética e os princípios então vigentes são interessantes para um ser vivente do séc. XXI. E sobra a noção de que os jornais nunca devem acabar, para os vindouros poderem apreciar como é que a gente via a vida e a tecnologia de tempos que tanto e tão depressa mudam.

Trabalhar até aos 81

5 Maio 2016

foto joao xavier - daily mail

Enquanto os nossos jovens se debatem com o desemprego e com contratos precários, os nossos políticos caem na tecnocracia de uma corja de parasitas que, a partir de estatísticas falaciosas, prolongam a vida laboral dos mais velhos.
Recentemente, o Daily Mail apresentou a projeção da sustentabilidade de alguns sistemas de pensões. Segundo os peritos, há casos em que só o trabalho até aos 81 anos de idade garante a não falência dos recursos!!!…
Por cá, já estivemos mais longe.
A cada ano que passa, o índice de sustentabilidade e o cálculo abstrato da «esperança média de vida» faz com que o direito a pensão integral vá ficando cada vez mais para a velhice e para a decrepitude.
É preciso aqui dizer que os sistemas de segurança social são uma regalia da modernidade. Antigamente, trabalhava-se até morrer. E caíram no erro de atribuir pensões com base nos ordenados do final da carreira.
Tudo seria diferente e bem mais razoável, se ninguém reformado auferisse mais do que um colega no ativo. Haveria dinheiro suficiente e todos poderíamos usufruir de uma vida livre mais cedo.
Os políticos usam muita demagogia quando falam de pensionistas. Fingem-se generosos mas facilmente atuam como crápulas.
O que nós precisamos é de políticas que reconheçam com humanismo o nosso direito a uma vida livre das grilhetas do emprego a partir do momento em que o emprego é para nós um martírio. E há maneiras sóbrias de conseguir isso, promovendo consequentemente a estabilidade produtiva dos mais jovens.
(Crónica marafada in Jornal do Algarve de 05.maio.2016)

A rotunda empachada de Boliqueime

4 Maio 2016

foto joao xavier - rotunda de boliqueime

Enquanto na Variante de Faro a 2ª rotunda do nó da Estrada Nacional 2 está pronta para abrir ao trânsito, nas obras de requalificação da Estrada Nacional 125 há duas rotundas que estão empachadas.
Uma delas é a da Fonte de Boliqueime: depois da destruição polémica do feio fontanário que ali referenciava a toponímia local, as obras têm tido uma notória lentidão.
Muita tubagem e um complicado desvio do tráfego rodoviário tem tornado necessária a presença frequente de forças policiais no local.
Tanto a este como a oeste daquela futura rotunda, o trânsito tem sido caótico.
Impõe-se ali a intervenção política, de modo a desbloquear problemas. Rapidamente.

O inverno mais quente

3 Maio 2016

foto joao xavier- aguaceiro em albufeira

Segundo os dados ontem disponibilizados pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera, o inverno de 2015/16 foi o inverno mais quente dos últimos 18 anos… e o 3º mais quente desde 1931.
Falta a isto acrescentar a seca que foi notória no Algarve, deixando as nossas barragens com um mísero nível das águas.
O que se passa é o mesmo que sempre se passou em termos meteorológicos: temos ciclos de mais calor e ciclos de mais frio, temos ciclos de maior pluviosidade e ciclos de maiores secas. Isso mesmo está comprovado nos registos naturais das paisagens e das árvores centenárias.
Há quem queira impingir a ideia de que a ação humana é decisiva no clima.
Tanta poluição não pode, realmente, passar sem deixar marcas. E a desflorestação é outra das grandes asneiras do bicho homem em termos de saúde e equilíbrio natural.
Contudo, poucas marcas conseguimos ter na Terra, para quem olha o nosso planeta do espaço. Temos, isso sim, de saber gerir as nossas cidades, as nossas indústrias e as nossas vidas, para aceitarmos com serenidade as mudanças climáticas que a Terra sempre teve e vai continuar a ter.

Madeleine McCann, 3 de maio de 2007

2 Maio 2016

foto joao xavier - madeleine mccann em faro

Maldita hora em que Kate McCann decidiu gozar férias na Praia da Luz, em 2007.
Passam amanhã 9 anos. A sua filhota Madeleine desapareceu em 3 de maio de 2007 e a imprensa mundial não se cansou de acompanhar o drama da respetiva procura.
Kate esteve há poucos dias no Algarve.
Para todos os que pensam em Madeleine, nascida há 12 anos, sobram dúvidas. Milhões de euros e de libras foram gastos em investigações. Suspeitas diversas foram alinhavadas. Ninguém pode garantir se a menina está viva ou morta. Há quem acuse os pais.
O caso continua a subir às primeiras páginas de alguns jornais ingleses. Um polícia envolvido nas pesquisas viu a vida virada do avesso. Muitos nomes foram sendo apontados como de raptores. Centenas de pessoas dizem ter visto Madeleine nos mais diversos quadrantes do mundo.
Afinal, apesar de tanta tecnologia de ponta e de tantos peritos de nomeada, ainda é possível fazer desaparecer alguém com uma facilidade apavorante…
Ontem, no Forum Algarve, uma mãe entrou em pânico, porque a sua filha de 2 anos desapareceu de junto dela. Durante largos minutos, os seguranças montaram a operação de alerta máximo. A menina, afinal, tinha-se escondido debaixo de um móvel. Nem tudo acaba mal.