Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Brilho do Farense ofusca o Estoril

15 Outubro 2017

foto joao xavier - golo farense-1-estoril-0

Bola na rede… e estava feito o golo da vitória do Farense, hoje, contra o Estoril.

A festa da Taça de Portugal fez-se ouvir no Estádio São Luís, com aquilo a que chamam «Tomba-gigantes». Uma ilusão: o Estoril, da 1ª Liga, não fez hoje mais do que fazem algumas equipas rascas do Campeonato de Portugal que jogam apenas para não descerem aos Distritais. Até cãibras tinha, com uma hora de jogo…

Uma diferença se fez notar: é que muitas equipas que visitam o Algarve primam por uma postura de desportivismo, mas o Estoril agrediu um árbitro assistente e praticou jogo com brutalidade (que lhe acarretou um cartão vermelho).

O Farense segue para a 4ª eliminatória com o Portimonense, que suou as estopinhas para no Alentejo eliminar o Moura.

Anúncios

Farense : 7-1 ao Vendas Novas

3 Setembro 2017

KODAK Digital Still Camera

O Farense não entrou a brincar na Taça de Portugal: aos 7 minutos já estava a ganhar, aos 15 fez o segundo golo, aos 20 fez estremecer a baliza com uma bomba à trave e ao intervalo já ganhava por 4-1.

Terminou o jogo a ganhar por 7-1 ao Estrela de Vendas Novas e já soma 12 golos marcados nos 3 primeiros jogos da época.

A primeira eliminatória da Taça apurou 5 equipas algarvias: Farense, Moncarapachense, Louletano, Olhanense e Lusitano VRSA.

 

Agosto a gosto – III

5 Agosto 2017

foto joao xavier - bandeiras na praia de faro

Às vezes, uma olhadela fugaz às bandeiras não basta para percebermos o que elas nos dizem.

Neste caso, na Praia de Faro, a bandeira azul quer dizer que, mesmo que a água às vezes esteja turva, é recomendada; a bandeira do município de Faro quer dizer que a Praia de Faro ainda não pertence a Olhão; a bandeira de Portugal quer dizer que ali é o Estado português que cobra os impostos; a bandeira da União Europeia quer dizer que, apesar de ali se falar muito inglês, o Brexit ainda não chegou; e a bandeira da praia acessível quer dizer que, por muitos riscos que a ponte implique, a bandeira, essa, já ninguém nos tira…

 

Agosto a gosto – II

3 Agosto 2017

foto joao xavier - lendo na praia

Ler é decifrar. Pode ser apenas entreter.

Ler não é ficar. Pode ser até voar.

Ler não é parar. Pode ser até saltar.

Ler nem sempre é fugir. Pode ser até entrar num labirinto.

Às vezes, mal acabamos de ler já não sabemos o que estivemos a ler.

Às vezes, a leitura é um simples exercício de ocupação do pensamento, um exercício de adestramento…

 

Agosto a gosto – I

1 Agosto 2017

foto joao xavier - rendilhados ao sol

Adoro rendas, bordados e rendilhados: adoro ver, observar e contemplar.

Gosto de lhes mexer, virar do avesso e apreciar cada pormenor daquela arte divina. No escuro, na penumbra ou (preferencialmente) ao sol…

 

Éder na seleção é razão e coração

2 Junho 2017

fernanda câncio in diário de notícias

Confesso que não gosto nada da convocatória apresentada pelo selecionador Fernando Santos, para a próxima campanha da seleção A portuguesa de futebol!

Além de ter chamado 2 guarda-redes que quase não jogaram esta época (Beto e Sá) (!), não convocou Éder!

Éder, como todo o país sabe, foi o homem que marcou o golo da vitória de Portugal no Euro 2016, com os méritos que lhe são conhecidos. Tornou-se, na contingência do que é o futebol e do que são as suas glórias efémeras, uma espécie de herói nacional.

Aparentemente esquecido de que nem só a quantidade de golos define um avançado, Fernando Santos abdica de um jogador que é talismã.

Um avançado não é, forçosamente, um goleador!

Ainda anteontem, um português que não tinha marcado qualquer golo na temporada 2016/17 – Vieirinha – marcou o golão que fez o Wolfsburg não descer da Bundesliga.

E Éder, mesmo não jogando, faz falta no grupo. Que a opção menos feliz do selecionador não saia cara.

 

«Uma eleição de conter a respiração»

10 Maio 2017

marine le pen 2017

Com quase 11 milhões de votos (mais do que o total dos eleitores portugueses!), Marine Le Pen foi a grande protagonista das recentes eleições presidenciais francesas.

Lá, como um pouco por todo o Ocidente, Obama incluído, o voto em Macron (que saiu vitorioso) foi encarado e pedido como o voto decisivo para evitar que a extrema-direita tomasse o poder.

Houve quem engolisse mais um sapo. E assim vai a política.

No próprio dia das eleições, Catarina Carvalho intitulou a sua crónica na Notícias Magazine: «Mais uma eleição para conter a respiração»!!!

A mediocridade e os respetivos tachentos vão nos tempos que correm ganhando eleições com votos decisivos de quem não gosta deles mas sofre uma lavagem cerebral para evitar o adamastor, uma espécie de demo com cara de monstro e cor de extraterrestre.

Há cerca de 100 anos, Bordalo via a política como uma porca e a caricatura continua oportuna, no presente séc. XXI em que as pessoas assumem que a democracia deveria ser uma coutada onde determinados adversários não deveriam ser autorizados a entrar.

Alinhavam teorias segundo as quais a diversidade é que enriquece a democracia, mas no fundo, no fundo, são uns potenciais apologistas de ditaduras de pacotilha tresandando a águas podres.

Incompetência nas obras da EN 125

8 Maio 2017

KODAK Digital Still Camera

As obras da Estrada Nacional 125 prosseguem em alta escala no sotavento algarvio, mas com pouco cuidado…

Em diversas zonas, pequenos troços têm tido a sua camada superior do asfalto destruída, para facilitar a colocação de novo piso betuminoso. Contudo, apesar de esses troços serem deixados livres para o tráfego, não são acautelados os desníveis das respetivas entradas e saídas.

As viaturas batem e saltam abruptamente, mesmo sem circularem a alta velocidade.

É uma manifesta incompetência de quem gere aqueles trabalhos, pois, sem o trânsito cortado, é fundamental que a segurança e a qualidade das viagens de quem por ali circula sejam respeitadas.

Andar aos saltos, batendo com as rodas em pisos de níveis diferentes é uma irresponsabilidade criticável. Aja em conformidade quem pode acabar com aquilo!

Os cidadãos que circulam na EN 125 não são intrusos!

Dia de festa para Algarve CF e Sambrasense

6 Maio 2017

 

KODAK Digital Still Camera

Hoje fui a Olhão ver o jogo 4 ao Cubo-Sambrasense (na foto), na perspetiva de que os serranos festejassem a subida de divisão, mas, afinal, quem primeiro fez a festa foi o Algarve CF, que se sagrou campeão, quando ainda faltam duas jornadas!

Com um futebol paupérrimo, sem chama nem emoção nem qualidade, o empate a zero perdurou até ao fim.

Só depois do desafio terminado se soube que ali ao lado o Carvoeiro perdeu e por isso o Sambrasense garantiu a subida à 1ª Divisão Distrital como vice-campeão.

O Algarve CF comanda a classificação geral da 2ª Divisão Distrital com mais 7 pontos que o Sambrasense e mais 16 que o Carvoeiro, que se viu apanhado pelo Albufeira no 3º lugar.

Curiosamente, foi em Olhão que o Algarve CF consumou a subida há 1 mês e foi em Olhão que hoje jogaram os seus perseguidores mais diretos: o Carvoeiro no Estádio José Arcanjo e o Sambrasense no Estádio Municipal de Olhão.

As cópulas do bispo

5 Maio 2017

Foto João Xavier - Seminário de Faro

Em 15 de abril de 1751, morreu em Faro o portuense Inácio da Santa Teresa, Bispo do Algarve. Tinha sido Arcebispo de Goa e usou o título de Arcebispo Bispo no Algarve, de 1741 a 1751.

Durão, este homem considerava que o Carnaval de Loulé era «pernicioso, indecente, torpe e obsceno» e impôs «a honestidade» aos clérigos, ordenando que «nenhum Clérigo de Ordens sacras, ou Beneficiado de qualquer condição, ainda que seja Cónego, ou Dignidade, tenha em casa de portas a dentro mulher, que não seja conhecidamente parenta, e de que não haja ruim presunção, nem se sirva com Ama, ou Criada de menos de 50 anos para cima»…

Contudo, em 1746 foi acusado de «manter tratos pecaminosos» com uma donata do Convento do Espírito Santo (em Loulé) e, na realidade, uma freira louletana foi em 1747 condenada a 1 ano de cárcere conventual «por ter tido cópula com o arcebispo bispo do Algarve, D. Fr. Ignacio de Sancta Thereza»!!!…

O processo prolongou-se e em 20 de abril de 1749 houve fortes desacatos em Faro, com a ordem pública perturbada junto do Paço Episcopal, tendo sido apedrejadas as janelas do edifício e gritadas injúrias contra o líder religioso, alegadamente por causa da sua vida privada…

Tempos diferentes mas sempre com polémica…

Vale a pena reler estas preciosidades.