A nova nota de 50 euros

5 Abril 2017

a nota de 50€ de 2017

Já andam em circulação as novas notas de 50 euros.

Bonitas e com elevado padrão técnico antifalsificação, estas notas vêm mais uma vez demonstrar as debilidades da União Europeia.

Numa união com tão prestigiado património e com tão rico historial, continuam a ter medo de colocar nas notas representações de monumentos europeus e personalidades europeias.

As sensibilidades, os pruridos e as rivalidades são tantas, que cada país deve achar que determinados monumentos e determinadas personalidades históricas são símbolos dos respetivos países!

É incrível como ex-libris tão promovidos no mundo não são passados para notas da União Europeia!

Assim vamos entendendo as dificuldades que pontuam a atualidade financeira, política e social do velho continente…

 

O Gibrexit

4 Abril 2017

Bilhete para o Gibraltar-Escócia

Afinal, uma parte da Península Ibérica também vai sair da União Europeia!

Poucos pensaram no assunto quando a Grã-Bretanha votou a saída da União Europeia (o «Brexit»), mas a colónia britânica de Gibraltar também vai fazer mexer o mapa europeu.

A polémica surgiu há poucos dias, porque, tendo a população gibraltina votado maciçamente contra o Brexit, o quotidiano de milhares de espanhóis e gibraltinos daquela zona vai sofrer contingências severas, ao ser ativada a saída do espaço da UE.

Gibraltar, que já tem uma seleção «nacional» reconhecida pela UEFA e pela FIFA, vai, portanto, ter o Gibrexit.

 

Canelas – o pior «cego» é o que não quer ver

3 Abril 2017

foto global imagens - canelas agressão 2abr2017

A imprensa portuguesa está muito escandalizada com a brutal agressão que vitimou ontem um árbitro no jogo do Canelas, para o Distrital do Porto.

José Rodrigues, um dos melhores árbitros portugueses, só não está na 1ª categoria nacional porque, tendo ele sido 1º classificado na 2ª categoria, a FPF acha que 43 anos de idade já é muito para subir!

Ontem, foi arbitrar um dos poucos jogos do Canelas na presente temporada.

A Associação de Futebol do Porto tem vindo a achar que deve ser por coisas de somenos que quase todos os adversários do Canelas se recusaram a jogar com aquele clube esta época. Tinha de dar nisto.

E José Rodrigues acabou por ser agarrado e puxado para levar uma joelhada no nariz.

O valentão que ontem agrediu o árbitro é apenas um dos que acham que o «sôr árbitro» só é um gajo espetacular quando apita a favor. Acham que o mundo gira em redor deles e têm uma remessa de neurónios queimados pelo irracionalismo, pelo fanatismo e pelo facciosismo.

Enquanto o futebol tiver gente desta sem o devido enquadramento e sem punições severas, vai continuar infetado.

O futebol não é isto. O futebol é prazer, é desporto, é beleza, é convívio, é alegria.

 

O Capuchinho Vermelho no Estádio Algarve

2 Abril 2017

KODAK Digital Still Camera

Hoje, que é o dia do livro infantil, fui ao Estádio Algarve ver um dérbi regional que mais pareceu a estória do capuchinho vermelho, sobretudo nos últimos minutos…

O Louletano, alegadamente sem ambições de subida à 2ª Liga, recebeu o Farense, que se apresentava como sério candidato à promoção. Contudo, deparou com um adversário estranhamente sem nexo e sem fio-de-jogo.

Com a partida a aproximar-se do fim, o Farense ainda chegou ao 2-2, mas nem mesmo com 6 minutos de compensação teve tempo para aproveitar as dádivas alheias e pôr a bola dentro da baliza.

Já passavam uns 5 minutos do golo do empate e ainda o marcador teimava em registar 2-1. Alguém estava a dormir, além dos avançados alvinegros.

Depois de virarem as costas ao relvado, muitos espetadores (muitos aqui é uma aberração, porque o estádio estava quase às moscas), «muitos» espetadores, dizia eu, pareciam vir a contar a tal estória infantil do capuchinho, em que um «lobo mau» comia a avó e também queria comer a neta…

 

Luta acesa na 2ª Divisão Distrital

1 Abril 2017

foto joao xavier - sambrasense-olhanense b

A luta pelo troféu de campeão da 2ª Divisão Distrital algarvia está ao rubro.

O calendário marcava para hoje o jogo do Algarve CF com o Sistema FC, mas, com o clube de Monte Gordo desclassificado, o líder descansou.

Em São Brás de Alportel, o 2º classificado recebeu a equipa sub-23 do Olhanense e ganhou por 2-0, num jogo morno que acabou quente, com um arraial de batatada.

O Sambrasense, que em campo somou até ao momento menos 6 pontos que o Algarve CF, beneficiou de uma vitória na secretaria (contra o Quarteirense B)e ficou hoje a 3 pontos.

Com a concorrência já distante, a dupla Algarve CF / Sambrasense apresta-se para festejar a subida à 1ª Divisão Distrital…

 

A reforma quase aos 70…

31 Março 2017

foto joao xavier - velhote algarvio

À medida que as estatísticas saem e indicam um aumento da esperança média de vida dos portugueses, somos amiúde ameaçados com os novos limites para a reforma «completa».

Desta feita, vai ser aumentada para os 66 anos e 4 meses de idade.

A estupidez faz-se lei.

Até parece que a passagem dos anos sobre cada indivíduo é uma mera adição. Mas não é. As capacidades físicas e intelectuais não são aos 60 anos o que são aos 50. As limitações, podendo ser disfarçadas de modo avulso, são pesadamente entristecedoras quando a pessoa se vê obrigada a continuar a cumprir horários e tarefas que lhe vão sendo cada vez mais penosas.

Seria bem melhor que baixassem os tetos das pensões e a própria tabela das pensões, de modo a que um funcionário inativo não possa usufruir de um rendimento profissional muito superior ao de um colega jovem no ativo.

Seria um elementar caso de justiça social e permitiria gerir melhor os fundos de pensões, sem penalizar quem envelhece.

A dignidade que é devida a quem chega a mais de 30 anos de serviço tem de ser muito bem ponderada. E não é respeitada, impingindo-lhe limites de idade cada vez mais próximos dos 70…

Haja bom senso.

 

Já abriu o IKEA do Algarve

30 Março 2017

KODAK Digital Still Camera

O IKEA do Algarve abriu as portas ao público.

Nota-se a lotação esgotada nos parques de estacionamento, mas o grande circuito rodoviário construído pelo próprio complexo ajuda a manter fluente o tráfego na estrada Faro/Loulé.

A família IKEA abre agora os braços aos algarvios. Que seja em boa hora!

Eu, que acompanhei de perto todos os trabalhos iniciais de modelação do terreno, fico agora estupefacto com o gigantismo do empreendimento.

 

O Aeroporto Zezé Camarinha

29 Março 2017

KODAK Digital Still Camera

O aeroporto do Funchal passou hoje a ser designado como «Aeroporto da Madeira – Cristiano Ronaldo»!

A nova designação, envergonhada (deveria ser simplesmente Aeroporto Cristiano Ronaldo), veio desencadear uma polémica enorme a que se juntou o próprio presidente Marcelo, que acha que uma estrutura daquela envergadura só deveria ter o nome de um morto!!!!

Outros acham que Portugal tem na sua História nomes que mereciam mais o nome de um aeroporto.

Parece-me que no meio disto tudo há aqui quem se angustie com a força do futebol. Contudo, não é, quanto a mim, esse o principal problema.

O que me parece é que o próprio Cristiano Ronaldo não tem personalidade que mereça tão grande homenagem.

Percebo bem o marketing do governo regional. O CR7 tem fama e não há nada como fazer lembrar aos mais distraídos que ele nasceu na Madeira…

Uma das crónicas mais interessantes que li foi a de João Pereira Coutinho no Correio da Manhã. Diz o articulista que havia nomes como Vasco da Gama ou Camões, mas que, já que é assim, propõe para o aeroporto de Faro o nome de Aeroporto Zezé Camarinha.

Ao correr da caneta, apetecia-me sugerir nomes de algarvios para o aeroporto de Faro. Mas não concordo: eu acho que os aeroportos devem ter os nomes das localidades onde estão sedeados. Por isso acho uma asneira terem batizado os aeroportos de Lisboa e Porto respetivamente com os nomes de Humberto Delgado e Sá Carneiro.

Mas a palermice está instalada e a ganhar raízes…

 

A oficialização do Brexit

28 Março 2017

foto geoff caddick - theresa may

É chegada a altura de virar mais uma página da União Europeia: amanhã, o Governo britânico vai entregar a declaração formal de saída da Grã-Bretanha.

Esse processo burocrático vai demorar depois muitos meses, mas o passo primeiro é essencial para dar cumprimento à decisão popular do referendo.

Não deixa de ser sintomático o rol de obstáculos que os oposicionistas tentaram criar, na tentativa de que o Brexit não se consumasse. Os grandes interesses, mesquinhos, tentam atropelar até as mais elementares regras da democracia.

Neste momento solene, quero aqui deixar o meu aplauso a uma mulher que lidera todo este caminho de liberdade: Theresa May, primeira-ministra britânica.

Evidentemente, os «velhos do restelo» não se calam. A demagogia chega a ser tanta, que é ridícula.

As uniões e os impérios, um dia, terminam. E a União Europeia, covil de tantos parasitas, só pode cuidar de se desparasitar, se quiser durar pelo menos mais uma geração.

 

Invejas, matreirices e outras sacanices

27 Março 2017

foto vilafigueirodosvinhosblogspot - igreja de figueiro dos vinhos

Já a 2ª Guerra Mundial tinha acabado quando o Zé e a Maria começaram a namorar. Namoraram e pinaram até ao dia em que ela lhe disse que estava grávida.

O Zé ainda lhe prometeu casamento. Mas, logo que pôde, desapareceu e foi enricar em África.

A Maria pariu e registou a bebé como filha de pai incógnito.

Os anos passaram. Muitos. A Maria morreu em 1986 e o Zé em 2009, sem nunca mais se terem visto.

Só em 2011 a filha, entretanto com 62 anos de idade, resolveu tentar descobrir o seu progenitor, a partir da confidência de uma prima. E acertou em cheio.

Por meios judiciais, teve de lutar contra a má vontade dos outros herdeiros, que recorreram, sempre argumentando que ela era uma «caça-fortunas».

Só há dias, já em 2017, o Supremo Tribunal de Justiça reconheceu que investigar a paternidade não é um abuso de direito.

Os nomes são, obviamente, fictícios, mas a estória é verdadeira e mostra bem os dramas e os traumas que percorrem as vidas que compõem a nossa sociedade. Com invejas, matreirices e outras sacanices.