No Mundial com menos habitantes que o Algarve

11 Outubro 2017

cia factbook - mapa da islandia

O futebol vai voltar a escrever uma página histórica na fase final do Mundial: ontem, foi pela primeira vez apurada a seleção de um país com menos de 1 milhão de habitantes!!!

A protagonista desta epopeia é a Islândia, com… 340 mil habitantes, muito menos que os do Algarve (mais de 460 mil)!

O atual record pertence a Trinidad e Tobago, que em 2006 esteve na fase final de um Mundial de futebol, com 1 milhão e 300 mil habitantes… e ainda na noite passada eliminou os superpoderosos EUA.

A proeza da Islândia, digna de apurado estudo, decorre de um grande investimento em estruturas aquecidas e na formação desportiva dos jovens… e galvaniza os islandeses, mas não só.

Por norma, temos a tentação de pensar que o facto de um país ter vastos milhões de habitantes facilita o bom desempenho no futebol. Contudo, os resultados não confirmam essa ilação.

O Algarve, que certas cabecinhas grandes com poucos neurónios tentam menosprezar pela dimensão, vai sendo chamado a comparações interessantes…

 

Anúncios

A 1ª vitória da História de Gibraltar – no Algarve

10 Outubro 2017

foto joao xavier - gibraltar-1-macedonia-0 sub21

O Estádio Algarve viveu hoje um dia histórico: Gibraltar conseguiu esta tarde a 1ª vitória!

O jogo, a contar para a fase de qualificação do Europeu Sub-21, entre Gibraltar e Macedónia, terminou com uma seleção gibraltina a ganhar pela primeira vez os 3 pontos de uma vitória.

Pelo fraco desempenho da equipa do leste europeu, adivinhava-se a possibilidade de termos História ao vivo. E aconteceu.

A par com este desempenho dos mais jovens, a seleção A de Gibraltar terminou hoje a fase de qualificação para o Mundial de Futebol só com derrotas. Mas a perspetiva é de que a curto prazo o pequeno território ainda britânico na Península Ibérica comece a melhorar o desempenho.

O Estádio Algarve escreveu hoje mais uma página bonita na História do futebol internacional – que ninguém o esqueça.

 

Farense – barrigada de golos ao almoço

9 Outubro 2017

KODAK Digital Still Camera

O Farense recuperou ontem o comando da série E do Campeonato de Portugal.

Jogando à hora do almoço, tratou de encher a barriga…

A dose reforçada de 5 golos contra o Ideal dos Açores foi uma barrigada que traz às memórias dos farenses tempos recuados em que os alvinegros presenteavam os seus adeptos com goleadas de saciar o apetite.

O que facilitou o regresso à liderança foi a derrota do Olhanense em Lisboa, diante do Oriental, provavelmente por muitos jogadores estarem já a pensar no jogo da Taça com o Benfica, no Estádio Algarve. Se jogar no Estádio Algarve é por si só uma honra, estar em campo com os encarnados deve ser um tanto ou quanto estratosférico…

 

Louletano brazuca com estreia de arromba

8 Outubro 2017

KODAK Digital Still Camera

Depois de ter sido casa do Algarve CF durante a temporada transata, o parque desportivo de Salir volta a ter vida na presente época, agora a servir de casa à equipa B do Louletano, uma das favoritas da 2ª Divisão Distrital da Associação de Futebol do Algarve!

O Louletano apresenta um plantel de grande qualidade, treinado pelo veterano Pitico e capitaneado por Paulo Pereira, um defesa ribatejano que se revelou no Algarve CF.

O projeto resulta de um contrato de 2 anos com a Brazuca Soccer e parece bem encaminhado.

No jogo de estreia, começou por estar a perder por 1-0 com o Padernense, mas em 15 minutos virou para 3-1. Ao intervalo, estava a ganhar por 3-2 e já todos os espetadores tinham percebido que os novos paradigmas do futebol distrital estão a trazer ao Algarve jogadores de qualidade que não estávamos habituados a ver senão nas equipas que jogam nos nacionais.

Depois, para chegar a um inimaginável 7-2 bastou dar tempo ao tempo…

 

Mais 6 golos algarvios no Mundial de Futebol

7 Outubro 2017

KODAK Digital Still Camera

O Estádio Algarve teve hoje mais um dia de festa com mais um jogo a contar para o Mundial de Futebol.

Gibraltar, que tem vindo a ocupar a cauda do grupo H da qualificação europeia, sonhava com a primeira vitória, mas perdeu por 6-0 com a Estónia.

O público afluiu em bom número à bancada poente, mas fez-se notar sobretudo pela boa disposição.

Da nossa parte, continuamos a disponibilizar o nosso melhor estádio para a seleção gibraltina, mas a pecha da ausência de divulgação destes jogos na imprensa e nas montras da região é uma falha inadmissível.

Quanto ao Estádio Algarve propriamente, nova festa está já marcada para o próximo dia 14, para a Taça de Portugal, com o jogo Olhanense – Benfica.

 

O maior buraco do pano cor-de-rosa

6 Outubro 2017

KODAK Digital Still Camera

A imprensa refere-se amiúde aos tons cor-de-rosa do mapa autárquico do Algarve.

Se compararmos o mapa do Algarve com um pano, é realmente o cor-de-rosa a cor que predomina, mas… com 6 buracos: Monchique, Albufeira, Faro, Castro Marim, Vila Real de Santo António e… Silves.

O concelho de Silves, com um território que vai do oceano Atlântico ao Alentejo, é realmente o maior buraco do mapa cor-de-rosa e deu a vitória à CDU… com o PSD a ficar em 2º lugar.

O PS, no concelho de Silves, ficou em 3º lugar!

Aquele concelho, que em termos de candidaturas sofreu uma feminite aguda (CDS, PS, CDU e BE concorreram com mulheres cabeças-de-listas), reforçou a votação em Rosa Palma e não foi na onda rosa.

Uma leitura apressada dos resultados eleitorais pode ser enganadora: a CDU, ao contrário do que pode parecer, não arrasou: para a Câmara não triunfou na freguesia de Armação de Pera e para as Juntas perdeu em Algoz e Tunes e em São Marcos da Serra para o PSD… e em Alcantarilha e Pera para o PS.

Se analisarmos os resultados do PS naquele concelho, isso sim, são bizarramente fraquinhos. Foi 3º em 4 das 6 freguesias e em São Bartolomeu de Messines teve cerca de 8% dos votos!…

Lagoa escorrega em Silves

5 Outubro 2017

KODAK Digital Still Camera

 

O Lagoa e o Ferreiras chegaram à 3ª jornada liderando a 1ª Divisão Distrital algarvia a par.

Depressa se desfez o par!

Hoje, em Silves, o Lagoa empatou (1-1), enquanto nas Ferreiras o Ferreiras derrotou o Faro e Benfica por 2-0.

O feriado da República trouxe mudanças e ainda a procissão vai no adro…

Fui ver o jogo que se disputou à beirinha do rio Arade. E cedo percebi que o Lagoa não dava conta do recado: só chegou pela primeira vez à área adversária aos 15 minutos, logo para o golo… anulado por fora-de-jogo, vendo-se e desejando-se para dar conta dos homens da casa.

O ascende notório do Silves «materializou-se» em golo aos 45 minutos e estava à vista a tarde «menos» do líder, que na 2ª parte mais não conseguiu do que empatar…

O Ferreiras isolou-se assim no 1º lugar, enquanto o Lagoa foi apanhado pelo Quarteirense, que ganhou dificilmente na Penha ao Culatrense por 3-2.

 

CDS – novos horizontes

4 Outubro 2017

foto cds - assunçao cristas

A ressaca das eleições costuma apresentar-nos sempre um amplo leque de «vitoriosos». Cada um, com base nos pressupostos anteriores e também nos seus egos, foge da palavra «derrota» como o diabo foge da cruz.

Nas recentes eleições autárquicas, o facto de a líder do CDS ter conseguido ficar em 2º lugar à frente da concorrente do PSD foi o facto «lateral» que motivou mais holofotes.

A propósito, recordo que o CDS, nas primeiras eleições autárquicas, em 1976, não concorreu a 10 das 16 câmaras algarvias! Posso dizer quais: Albufeira, Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Loulé, Monchique, São Brás de Alportel, Tavira, Vila do Bispo e Vila Real de Santo António!

Três anos depois (os mandatos autárquicos eram então de 3 anos), o CDS apenas concorreu isolado a duas câmaras algarvias (Loulé e Olhão), porque formou com o PPD a AD, que ganhou.

Hoje em dia, a aliança «da direita» é corriqueira na região, cada vez com um nome diferente, mas em 2017 teve uma surpresa: quem foi cabeça de lista em Portimão foi o líder do CDS algarvio. Talvez vá sendo tempo de o CDS algarvio ponderar concorrer a sós, para mostrar a pujança.

 

O clube dos que não mudam

3 Outubro 2017

KODAK Digital Still Camera

Antes das eleições do passado domingo, havia 36 concelhos que nunca tinham mudado de partido!

Passados 41 anos de eleições autárquicas, os eleitores já não são os mesmos de 1976, pelo que se torna natural alguma flutuação nos ideiais e nas opções partidárias.

Bastou chegar ao fim a contagem dos votos na noite de 1 de outubro de 2017 para percebermos que aquele clube tinha ficado reduzido.

O caso mais mediático foi o de Almada, que sempre dera a vitória ao Partido Comunista Português e agora vai passar para as mãos do Partido Socialista.

Nesse clube de 36 municípios havia 2 algarvios. Havia… e ainda há. São Olhão e Portimão, que sempre votaram PS.

Se na capital do Arade os prognósticos pendiam para mais uma vitória rosa (que se confirmou), as dúvidas em Olhão mantiveram-se até à contagem dos votos: a candidatura do até há pouco líder da concelhia do PS numa lista do PSD /CDS apontava para margem curta… que não se confirmou. Pelo contrário: António Pina, que não tinha maioria absoluta, conquistou-a agora.

O erro do seu adversário foi crasso: em vez de liderar uma lista independente com apoios partidários (como faz Rui Moreira no Porto), Luciano Jesus optou por encabeçar uma lista com os símbolos partidários. O erro saiu-lhe caro.

 

Algarve – evolução na continuidade

2 Outubro 2017

foto joao xavier - cartaz de amaral

Conhece estes 15 nomes?

Osvaldo Gonçalves (Alcoutim), Francisco Amaral (Castro Marim), Jorge Botelho (Tavira), António Pina (Olhão), Rogério Bacalhau (Faro), Vítor Guerreiro (São Brás de Alportel), Vítor Aleixo (Loulé), Carlos Silva e Sousa (Albufeira), Rosa Palma (Silves), Isilda Gomes (Portimão), Francisco Martins (Lagoa), Rui André (Monchique),Joaquina Matos (Lagos), José Amarelinho (Aljezur) e Adelino Soares (Vila do Bispo).

Todos são atualmente presidentes de câmaras municipais e ontem foram reeleitos.

É o que se chama «evolução na continuidade»…

O Algarve tem 16 concelhos e só num vai mudar de presidente… porque a lei impediu o atual de se recandidatar! Foi em Vila Real de Santo António… e mesmo aí a vitória foi para a candidata «indigitada» como sucessora: Conceição Cabrita vai ocupar o lugar vagado por Luís Gomes.

Esta curiosidade dos resultados eleitorais de ontem, descontada a importância mediaticamente desvalorizada da abstenção, significa que a rotina, a acomodação e a «estabilidade» são valores que pesam no momento de pôr a cruzinha no boletim de voto.

As autarquias são habitualmente referenciadas como locais de fácil desgoverno dos dinheiros públicos e é importante que os valores da cidadania se sobreponham aos do amiguismo e do oportunismo.

Que os autarcas ontem eleitos saibam pôr em primeiro lugar os interesses dos munícipes e não se empolguem com os orgulhos das reeleições.